Prefeitura Municipal de Savaldor

Prefeitura vai implantar centros comerciais e promover urbanização em estações do BRT

Com a proposta de dinamizar e ressignificar os espaços públicos no entorno das estações do BRT, a Prefeitura de Salvador autorizou o início das obras para ocupação comercial e urbanização das áreas livres dos terminais Cidadela e Hiper, na Avenida ACM. A autorização para início da obras e apresentação do projeto de urbanização ocorreu na manhã desta segunda-feira (17), em cerimônia realizada na estação do Hiper, com a presença do prefeito Bruno Reis, do secretário de Mobilidade, Fabrízzio Muller, da presidente da Fundação Mário Leal (FMLF), Tânia Scofield, dentre outras lideranças.

O prefeito ressaltou que os espaços abrigarão novos centros comerciais, para auxiliar ainda mais a geração de emprego e renda na cidade. Além disso, estas áreas também vão ganhar equipamentos esportivos e praças, dentre outras ações. “Hoje nós anunciamos o investimento de R$ 18 milhões para, nas áreas livres do BRT, implantar diversos equipamentos, como esportivos, praça, arenas e centros comerciais”, disse.

Sobre os centros comerciais que serão implantados, Bruno salientou que estes locais vão impulsionar a geração de emprego e renda para quem mora no entorno das estações. “São novas áreas onde permissionários poderão comercializar produtos e serviços, e com isso garantir o seu sustento. Essa região carecia dessas áreas de esporte e lazer. Por aqui circulam por dia mais de 1 milhão de veículos, sete de cada dez ônibus que circulam na cidade. Já resolvemos quase 100% dos problemas de mobilidade, com conforto, segurança e menor tempo, o que garante qualidade de vida a todos”, continuou.

O prefeito autorizou ainda o início de projeto para operação similar na estação do BRT Pedrinhas. “A partir da percepção de que ainda há áreas subutilizadas sob os viadutos, mas que ainda assim há quem pratique corrida, futebol e outras atividades, trabalhamos nesse projeto a partir da utilização desses espaços onde realizamos obras de mobilidade, para que as pessoas possam se divertir, trabalhar e contemplar mais uma área de lazer”, completou Bruno Reis.

O local abrigará comércios de bairro, como farmácias, padarias, mercearias, além de outros serviços de passagem, para atender demandas emergenciais de quem utiliza os serviços de transporte público onde estão inseridos.Segundo o prefeito, será realizado um chamamento público para a seleção dos permissionários que irão ocupar os espaços nos centros comerciais.

Projeto – O projeto da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) prevê 1.340 m² de área comercial, paisagismo, campos e quadras esportivas, estrutura para futmesa, bicicletário, parque infantil, academia e pista de skate. A requalificação tem custo estimado de R$ 18,1 milhões e prazo de 12 meses para conclusão.

Tânia Scofield lembra que o projeto ocupa áreas livres e atualmente improdutivas da capital baiana. “É um projeto que integra o BRT, seguindo uma linha de dinamização de espaços realizada no mundo todo, aproveitando esses espaços para serviços, lazer e esportes nas regiões mais importantes comercial e financeiramente em Salvador, lembrando que engloba ainda bairros do entorno, como Candeal, Brotas, Polêmica, Santa Cruz, que demandam comércio, serviços e áreas de esporte e lazer”, destacou.

Prefeitura Luis Eduardo Magalhães
Prefeitura Municipal de Savaldor

Vitória domina Atlético de Alagoinhas e alcança vice-liderança no Campeonato Baiano

Neste domingo (25/02), no Barradão, o Vitória conquistou um importante triunfo sobre o Atlético de Alagoinhas por 3 a...