Exemplo de imagem responsivaGoverno do Estado da Bahia
Informe Baiano
Exemplo de imagem responsiva Prefeitura de Salvador

Bebê de 1 ano internada após ingerir cocaína

Uma situação envolvendo uma bebê de apenas um ano de idade abalou a comunidade de Jataí, no sudoeste de Goiás. No último dia 25, sexta-feira, a criança foi internada após ingerir cocaína. O entorpecente, pertencente à mãe da menina, que possui 20 anos e é dependente química, causou sangramento e preocupação.

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) foi acionada pelos responsáveis após notarem que a bebê estava com a boca sangrando e encontraram um envelope próximo a ela. As autoridades locais, incluindo a Polícia Militar, foram imediatamente envolvidas.

O delegado Marlon Luz, encarregado do caso, revelou que a mãe da criança, uma usuária de drogas, admitiu o descuido que levou ao incidente. “A mãe é usuária de drogas e descuidou de alguns papelotes. A menina se apossou e ingeriu uma parte. Pouca, mas ingeriu”, afirmou o delegado em entrevista ao G1.

Apesar da explicação da mãe, um teste subsequente confirmou que a substância ingerida pela criança era, de fato, cocaína. Segundo informações, a mãe declarou que a bebê provavelmente pegou na bolsa dela um pacote amassado e embalado, acreditando tratar-se de um remédio.

Após ser submetida aos cuidados médicos, a bebê recebeu alta no sábado, dia 26. O Conselho Tutelar ficou responsável por recolher a criança, considerando a situação delicada e a necessidade de garantir sua segurança e bem-estar.

A mãe da menina foi autuada com base no crime de “periclitação da vida ou da saúde de outrem”, de acordo com a legislação vigente. A penalidade para esse crime é de detenção de três meses a um ano.

Prefeitura Luis Eduardo Magalhães
Prefeitura Porto Seguro

Populações periféricas são mais vulneráveis à dengue

"O meu homem-aranha está amuado, tristinho. É tão estranho”. A auxiliar de serviços gerais Juliana Pereira, de 28 anos...