Exemplo de imagem responsiva Prefeitura de Salvador
Informe Baiano
Exemplo de imagem responsiva Prefeitura de Salvador

2ª edição da Copa Loreta Valadares é lançada e ganha reforço da campanha “Dê cartão vermelho ao racismo!”

Com ato de lançamento e sorteio de grupos na manhã desta segunda-feira (9), no Estádio de Pituaçu, a segunda edição da Copa Loreta Valadares ganhou como reforço a campanha “Dê cartão vermelho ao racismo!”, que tem ações focadas nos estádios de futebol da Bahia.

“Queremos aproveitar este espaço de protagonismo e valorização das mulheres no futebol para defesa da luta pela erradicação dessa chaga que divide, exclui e discrimina uma parcela importante da sociedade. O contexto da Copa Loreta Valadares é favorável para essa mobilização que precisa ter a participação, o apoio de toda a sociedade e um alerta permanente em todos os ambientes”, afirmou a secretária Ângela Guimarães, titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), pasta responsável pela campanha.

As partidas do torneio feminino, uma iniciativa da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), iniciam-se no próximo dia 21, 9h, com jogos acontecendo nos estádios de Pituaçu e de Itinga (Lauro de Freitas) e no Centro de Treinamento do Vitória, no Barradão. O calendário de jogos segue até primeira quinzena de dezembro, sempre aos sábados.

O torneio feminino reúne um total de 25 equipes, sendo 17 da categoria adulta – quatro grupos de quatro equipes cada – e oito equipes sub-17 – dois grupos de quatro equipes. As atletas são de Salvador e de municípios da Região Metropolitana.

Para o diretor-geral da Sudesb, Vicente Neto, trazer a campanha “Dê cartão vermelho ao racismo” para uma competição como a Copa Loreta Valadares é oportuno e adequado, pois o torneio tem forte identidade com a luta das mulheres e a luta contra a desigualdade.

“A Copa Loreta Valadares foi criada para valorizar e fortalecer o futebol feminino. A militante de esquerda que dá o nome dessa copa, nossa companheira Loreta Valadares, foi uma mulher que enfrentou a ditadura com coragem e garra, sempre lutando por direitos iguais, pelas mulheres e por uma sociedade mais justa. Portanto, a campanha de combate ao racismo tem tudo a ver com este torneio feminino de futebol”, disse Vicente Neto, diretor-geral da Sudesb.

Ações previstas – Para a Copa Loreta Valadares, a campanha “Dê cartão vermelho ao racismo!” prevê ações como a instalação de faixas nos locais de jogos, distribuição de panfletos e ventarolas, além de ser pauta constate nas entrevistas e postagens de dirigentes, equipes e atletas.

Para realização da Copa Loreta Valadares, a Sudesb tem o apoio da Federação Bahiana de Futebol (FBF) e parceria para sua execução da Federação Baiana de Desportos de Participação (FBDP). Nesta edição, tem apoio técnico das dirigentes de futebol feminino e ex-jogadoras Dilma Mendes, Rosana Vigas, Rosane Oliveira, Laura Rodrigues e Lívia Ferreira.

Loreta Valadares – Loreta Kiefer Valadares nasceu em Porto Alegre (RS), em 1943. Feminista e ativista política que lutou contra a ditadura militar instalada no Brasil em 1964, mudou-se com a família para Salvador quando tinha seis anos. Na ditadura, foi presa política e exilada, retornando ao Brasil em 1980, momento em que se tornou professora de Ciência Política da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia, cargo ocupado até sua aposentadoria.

A professora e militante Loreta faleceu em 2004, após uma árdua luta de séria cardiopatia adquirida em decorrência da tortura sofrida à época do regime militar. Mas como legado de sua trajetória de 61 anos de existência, deixou uma importante contribuição ao movimento de mulheres e de luta para a conquista e garantia dos direitos humanos no país.

ANB realiza ciclo de palestras ao setor náutico

Com o objetivo de fortalecer o setor náutico, buscando o desenvolvimento econômico e abordando temas de segurança , a ANB - Associação Náutica da...

Lula sanciona lei que garante sigilo de vítima de violência doméstica

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou lei que determina sigilo do nome da vítima em processos que apuram crimes de violência doméstica...
Fundação Jose Silveira

ANB realiza ciclo de palestras ao setor náutico

Com o objetivo de fortalecer o setor náutico, buscando o desenvolvimento econômico e abordando temas de segurança , a...
Prefeitura Municipal de Savaldor

ANB realiza ciclo de palestras ao setor náutico

Com o objetivo de fortalecer o setor náutico, buscando o desenvolvimento econômico e abordando temas de segurança , a...

Lula sanciona lei que garante sigilo de vítima de violência doméstica

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou lei que determina sigilo do nome da vítima em processos que...

Marcus Grubert, marido da cantora gospel Heloísa Rosa, é preso por abuso infantil nos EUA

A Justiça dos Estados Unidos prendeu, nessa terça-feira (21/05), Marcus Grubert, marido da cantora gospel Heloísa Rosa. Ele era...

PM apreende drogas, munições e balanças de precisão em Pernambués

Na noite de terça-feira (21), policiais militares da 1ª CIPM apreenderam porções de drogas, munições e duas balanças de...