Exemplo de imagem responsiva Prefeitura de Salvador
Informe Baiano
Exemplo de imagem responsiva Prefeitura de Salvador

CAPITAL DA CERVEJA: Alagoinhas recebe primeira edição do festival Bahia Beer

Com o título de Capital Estadual da Cerveja, outorgado pela Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), em agosto deste ano, o município baiano de Alagoinhas será palco do Bahia Beer – Festival da Cerveja de Alagoinhas. A primeira edição do evento, que será realizado pela Prefeitura Municipal, em parceria com o Governo do Estado e apoio do Governo Federal, via Ministérios do Turismo e da Cultura, acontecerá de 17 a 19 de novembro, no Parque de Exposições Miguel Fontes. A programação inclui a realização de palestras, exposições gastronômicas, concursos e shows musicais.

O Bahia Beer é um dos mecanismos do Projeto de Lei nº 24.951/2023, de autoria da deputada estadual Ludmilla Fiscina, para atrair turistas de todo o país, além de empreendimentos da vasta cadeia produtiva da cerveja. Distante 128 quilômetros da capital baiana, Alagoinhas é abastecida pelo Aquífero São Sebastião, o que confere uma qualidade diferenciada da água, que além de abundante, é de baixa alcalinidade e PH próximo do neutro, ideal para a produção de bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Reconhecida como a melhor do Brasil para a produção de bebidas, a água de Alagoinhas é um importante atrativo para a instalação de grandes indústrias, sediando o maior polo cervejeiro da Bahia.

Votado e aprovado por unanimidade, o Projeto de Lei estabelece novas perspectivas para o desenvolvimento econômico e social do município. A deputada Ludmilla Fascini comemora a conquista para sua cidade. “Estamos muito felizes porque isso é mais emprego e renda, turismo, cultura para Alagoinhas e região”. Ela também enfatizou o compromisso do projeto de lei com ações de sustentabilidade a partir da reciclagem e formação de mão de obra local.

As fábricas instaladas em Alagoinhas produzem anualmente 1,38 bilhão de litros de variadas marcas de cerveja. A diretora de Análise e Monitoramento de Incentivos Fiscais, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado da Bahia (SDE), Eliza Requião, destaca que a atração de indústrias de bebidas é de grande relevância para a economia do município e da região. Juntas, Heineken e Grupo Petrópolis, realizaram investimento de aproximadamente R$ 2 bilhões e geram uma receita bruta anual de R$ 7 bilhões. “O ponto principal é a geração de emprego. As duas cervejarias existentes em Alagoinhas geram perto de seis mil empregos, entre diretos e terceirizados. Além disso, tem o desenvolvimento da cadeia produtiva local, com a fabricação de latas, tampas e embalagens. Tem o desenvolvimento da cadeia de comércio e de serviço na região, que também gera empregos indiretos”.

Localizada próximo a importantes destinos turísticos da Bahia, a exemplo das praias da Linha Verde, a cidade tem ainda potencial para atração de turistas de todo o país. O secretário de Turismo Maurício Bacelar aponta a importância da realização do Bahia Beer para o turismo baiano. “Esse festival é emblemático para Alagoinhas e região, porque ele é o mais novo produto turístico da Bahia, que vai movimentar toda a cadeia produtiva da cerveja e o comércio local, com reflexos no turismo dos Caminhos do Sertão, que terá visibilidade em todo o Brasil e até no exterior”.

Fundação Jose Silveira
Prefeitura Municipal de Savaldor

Com apoio da Prefeitura, oficina gratuita de ovos de Páscoa possibilita renda extra para alunos

A Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec), deu continuidade à...