Festival Virada Salvador registra mais de 300 mil pessoas na segunda noite de festa na Arena Daniela Mercury

Mais de 300 mil pessoas participaram da segunda noite do Festival Virada Salvador, nesta sexta-feira (29/12), na Arena Daniela Mercury, na orla da Boca do Rio. Na abertura do evento, que tem sido marcado pelo clima de festa e diversão, mais de 200 mil pessoas acompanharam as diversas atrações realizadas pela Prefeitura para celebrar o Réveillon.

“A cidade parecia que estava aqui na noite desta sexta-feira. Famílias inteiras, grupos de diferentes idades, vendo a magia desse evento. Com ponto alto para a apresentação do Malê de Balê, com dançarinas e um espetáculo incrível na Passarela e no Super Trio da Virada. Com toda certeza, essa novidade de ter um símbolo da nossa cultura musical recebendo as bandas de matriz africana e também os pagodões tão típicos da cultura de Salvador vem se revelando uma inovação que conquistou o público”, afirmou o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edginton.

Além das atrações no Palco Virada, Edginton destacou os demais espaços do evento. “Estive ontem também no Palco Brisa Divas e o que vimos lá foi uma multidão que lotou os shows no local. A exemplo da banda Sambaiana, que ferveu por lá. Só quem pode estar por aqui consegue ter a dimensão do que vem sendo a festa. Estamos aqui na Prefeitura todos muito felizes e focados em fazer os próximos dias também serem tão especiais”, frisou.

A segunda noite de festa foi aberta no Palco Virada com apresentação da banda Olodum, que iniciaram a programação do dia e fizeram os corações dos fãs baterem mais forte. Em seguida, a cantora Mari subiu ao palco e elogiou a organização do evento. A artista levou para público diversos sucessos, como a canção “Comunicação Falhou”. A terceira atração foi a banda BaianaSystem, que atraiu uma multidão para pular com o seu som envolvente, conhecido pela mistura de ritmos, com influências da cultura do Sound System e do samba-reggae, entre outros.

O cantor Wesley Safadão subiu no Palco Virada em seguida e trouxe sucessos mais recentes, como ‘Pega o Guanabara’, e músicas mais antigas, como ‘Eu Já Tava Bem’. O DJ Alok agitou os fãs da música eletrônica, já durante a madrugada e o cantor Léo Santana veio em seguida trazendo para a Arena Daniela Mercury seus principais sucessos. O cantor Nadson O Ferinha encerrou a noite no Palco Virada, já com o dia amanhecendo.

Programação – O Festival Virada Salvador acontece entre os dias 28 de dezembro de 2023 e 1º de janeiro na Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio

Porto de Salvador recebe o primeiro supernavio de 366 metros

O Terminal de contêineres (Tecon Salvador) do Porto de Salvador recebeu nesta quarta-feira, dia 24 de julho, o navio MSC Orion, com 366 metros...

Assassino do primeiro vocalista da banda Calcinha Preta é localizado na Bahia

Foi preso nesta quarta-feira (24/07), em Feira de Santana, o principal suspeito de assassinar José Aparecido da Silva, o primeiro vocalista da banda de...

Porto de Salvador recebe o primeiro supernavio de 366 metros

O Terminal de contêineres (Tecon Salvador) do Porto de Salvador recebeu nesta quarta-feira, dia 24 de julho, o navio...
Fundação Jose Silveira

Porto de Salvador recebe o primeiro supernavio de 366 metros

O Terminal de contêineres (Tecon Salvador) do Porto de Salvador recebeu nesta quarta-feira, dia 24 de julho, o navio...

Assassino do primeiro vocalista da banda Calcinha Preta é localizado na Bahia

Foi preso nesta quarta-feira (24/07), em Feira de Santana, o principal suspeito de assassinar José Aparecido da Silva, o...

Caravana de Direitos Humanos garante cidadania a grupos prioritários em Livramento de Nossa Senhora

Livramento de Nossa Senhora, conhecida como a “terra da manga”, deu lugar à cidadania e à garantia de direitos...

CASO AISHA: deputado volta a cobrar criação de Cadastro Estadual de Pedófilos e Agressores Sexuais

Após tomar conhecimento da morte da menina Aisha Vitória, de oito anos, abusada sexualmente e assassinada por Joseilson Souza...