Prefeitura Municipal de Savaldor

Vereador cita Gerônimo e exalta investimentos da prefeitura em blocos afros: “igualdade na cor, essa é a minha verdade”

Presente no lançamento da programação do Carnaval 2024, que terá o tema Salvador Capital Afro, o vereador Sandro Bahiense (PP) exaltou a “decisão acertada do prefeito Bruno Reis, que mostra respeito e compromisso com a cultura afro-brasileira da capital baiana”. A apresentação do gestor ocorreu na Senzala do Barro Preto, sede do Ilê Aiyê, primeiro bloco Afro da folia, que está completando 50 anos.

“Isso aqui é igualdade na cor, essa é a minha verdade. Como diria o cantor baiano Gerônimo, eu sou negão, meu coração, é a Liberdade”, cantou sorridente o edil.

“Confesso que fiquei emocionado. Só quem respeita e sabe as dificuldades de viver em comunidades faz isso. A prefeitura deu um passo grandioso, signo de aplausos. São 130 entidades de matriz africana independentes apoiadas e um investimento de mais de R$8 milhões nos blocos Afro e Afoxés. Nós vamos estar nas ruas e mais fortes do que nunca”, comemorou Bahiense, que é filho do bairro da Liberdade.

Além de Bruno e Bahiense, participaram do evento autoridades municipais, artistas, produtores culturais e lideranças negras da Bahia. Em 2024, a maior festa do planeta volta a investir no movimento Cole no Centro, com diversos palcos temáticos e atrações ‘pipoca’ entre o Campo Grande e o Pelourinho. A abertura oficial do Carnaval, por sinal, será na Praça Castro Alves, com um encontro dos trios de Ivete Sangalo, Carlinhos Brown, BaianaSystem e Ilê Aiyê. O evento ocorre na quinta-feira (8), a partir das 16h.

Bruno Reis disse que este Carnaval vem para coroar uma estratégia construída desde o início do seu mandato: “Não poderia ser outro o tema, que não Salvador Capital Afro. Não poderiam ser outras as nossas homenagens, que não aos blocos Afro. O ano de 2023 foi para a gente resgatar o Carnaval do Centro, histórico da nossa cidade. Muitos diziam que a festa do Centro ia acabar, e nós mudamos essa lógica. Fizemos, no ano passado, um grande Carnaval no Centro”, disse.

“Já em 2024, chegou a hora de render homenagens e de agradecer aos blocos Afro de Salvador por tudo o que eles representam e pelas transformações que eles fazem nas suas comunidades. E aí está o nosso legado para os blocos Afro. Foram mais de R$8 milhões em investimento”, completou, ao destacar que nos dois primeiros anos da sua gestão a festa não ocorreu por causa da pandemia.

Prefeitura Luis Eduardo Magalhães
Prefeitura Municipal de Savaldor

MP requer suspensão do alvará de funcionamento de cemitério em Serrinha em razão de danos ambientais

O Ministério Público estadual ajuizou ação civil pública contra o Município de Serrinha e o cemitério Paraíso Celestial requerendo,...