Envolvido na morte de pintor em ônibus na Paralela é preso

O delegado José Nélis Araújo, do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (GERRC), anunciou, nesta segunda-feira (17), a prisão de Lucas Mateus dos Santos Costa, de 20 anos, um dos três envolvidos no latrocínio do pintor Djalma Paixão Ferreira, ocorrido durante assalto a ônibus, em maio, na Avenida Luís Viana Filho (Paralela). Ele tinha um mandado de prisão preventiva em aberto por este crime.

Lucas foi preso na sexta-feira (14), depois de flagrado por policiais da 1ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), assaltando uma Topic que fazia transporte alternativo entre os bairros de Itapuã e Águas Claras. Ele estava acompanhado do comparsa Alexandre Alves de Almeida, que também foi preso.

Interrogado pelo delegado José Nélis, Lucas confessou o latrocínio do pintor, alvejado com um tiro na cabeça, e confirmou a participação de dois comparsas no crime, dos quais sabia apenas os apelidos: Jacaré e Baco. Lucas, que também aparece nas imagens do circuito de segurança do ônibus da empresa Integra Plataforma, negou ter sido o autor do disparo que matou a Djalma.

Os bandidos chegaram a ser agredidos pelos passageiros do ônibus que reagiram ao assalto, mas conseguiram fugir levando pertences e dinheiro subtraídos, inclusive o celular do pintor. Com passagem pela polícia por assalto, Lucas também confessou ter cometido recentemente outros roubos a coletivos.

Um revólver calibre 38, apreendido com Lucas e Alexandre foi encaminhado para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT). O objetivo é saber se a arma foi a mesma utilizada para matar Djalma. Lucas e Alexandre foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e tentativa de roubo, sendo encaminhados para audiência de custódia. Lucas seguirá para os sistema prisional.