Depois de ficar na geladeira, ex-deputado assume comando de delegacia no Nordeste de Amaralina

O ex-deputado estadual pelo PSL, delegado Deraldo Damasceno, assumiu o comando da 28ª Delegacia Territorial, que fica no Nordeste de Amaralina, um dos bairros mais problemáticos no quesito violência na Bahia. A publicação da nomeação foi divulgada no Diário Oficial do Estado no dia 18 de julho.

Em 2009 e 2010, Deraldo usou o combate a criminalidade no subúrbio para ganhar notoriedade na mídia. Tinha o apoio de vários comunicadores e investigadores. A consequência foi uma eleição fácil com mais de 60 mil votos para Assembléia Legislativa da Bahia. Ele era titular da 5ª Delegacia Territorial/Periperi.

Nos bastidores, comenta-se que o ex-parlamentar, na época de sua eleição (2010), também recebeu um generoso apoio do então secretário Rui Costa, que foi eleito deputado federal. Porém, anos depois, na eleição de 2014, Deraldo não acreditou no projeto Rui para governador. Optou por apoiar a então candidata Lídice da Mata (PSB). O erro custou caro. Deraldo não foi eleito, perdeu o amigo Rui e ainda foi para a geladeira da Secretaria de Segurança Pública (SSP), onde amargou cargos sem nenhum destaque.

E agora, será que o “Doutor Deraldo” vai sacudir o Nordeste de Amaralina, combater efetivamente o crime organizado, conseguir trazer a mídia para seu lado e disputar a cadeira para deputado estadual no ano que vem? Será que o raio cai no mesmo lugar duas vezes? Na eleição para deputado, em 2014, ele teve apenas 17.995 votos. Já em 2016, a queda foi ainda maior com a disputa para vereador de Salvador. Deraldo teve sofríveis 1.737 votos.

Por Ramon Margiolle