Exemplo de imagem responsiva Assembleia Legislativa da Bahia
Informe Baiano
Exemplo de imagem responsiva Prefeitura de Salvador

Comissão do Senado aprova tipificar crime de apologia à ditadura

A Comissão de Defesa da Democracia (CDD) do Senado aprovou nesta quinta-feira (6) o Projeto de Lei (PL) 2.140/2020 que tipifica o crime de apologia à tortura e de apologia à instauração de regime ditatorial no país.

Atualmente, o Artigo 287 do Código Penal diz que é crime fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime com pena de detenção de três a seis meses ou multa.

O projeto muda a redação desse artigo, acrescentando que é crime fazer apologia à tortura e à ditadura.

“Art. 278 – Fazer publicamente ou disseminar, inclusive em ambiente virtual, apologia de fato criminoso ou de autor de crime; de tortura ou de torturadores; de instauração de regime ditatorial no país ou de ruptura institucional”, diz a proposta para o artigo.

O texto ainda dobra a pena se a apologia for cometida por membro do Poder Judiciário ou do Ministério Público, aumentando a punição pela metade se a apologia ao crime for cometida por meio de perfis falsos nas redes sociais.

A relatora da matéria, senadora Teresa Leitão (PT-PE), disse que a medida é necessária diante do aumento da polarização política no Brasil.

“Observamos o surgimento de discursos de ódio, violentos e que defendem o retorno da ditadura militar no país, assim como celebram figuras ligadas a atos de tortura durante aquele período sombrio da nação. Essas manifestações, indubitavelmente, acabam estimulando o crescimento de grupos radicais que se opõem à democracia e à ordem constitucional”, disse.

A relatora ainda destacou a diferença entre liberdade de expressão e apologia ao crime. “A liberdade de expressão é um direito fundamental em uma democracia, mas que há limites, uma vez que certos discursos podem inflamar grupos radicais que difundem discurso de ódio travestido de liberdade de pensamento”, diz o relatório.

Não houve manifestações contrárias a proposta. O projeto agora segue para análise da Comissão de Segurança Pública do Senado. Para virar lei, precisa ainda passar pelos plenários da Câmara e do Senado e ser sancionado pelo presidente da República.

II Arraiá Reggae terá 3 dias de atrações gratuitas no Pelourinho

É São João, mas os amantes do reggae também serão contemplados. Pela segunda vez, será realizado o Arraiá Reggae, com atrações diversas. A Praça...

Simões Filho: Prefeitura inicia montagem da estrutura para o Arraiá das Viúvas

A Prefeitura de Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador (RMS), iniciou à montagem das estruturas para o Arraiá das Viúvas 2024, que neste ano...
Prefeitura Luis Eduardo Magalhães

II Arraiá Reggae terá 3 dias de atrações gratuitas no Pelourinho

É São João, mas os amantes do reggae também serão contemplados. Pela segunda vez, será realizado o Arraiá Reggae,...
Fundação Jose Silveira

II Arraiá Reggae terá 3 dias de atrações gratuitas no Pelourinho

É São João, mas os amantes do reggae também serão contemplados. Pela segunda vez, será realizado o Arraiá Reggae,...

Simões Filho: Prefeitura inicia montagem da estrutura para o Arraiá das Viúvas

A Prefeitura de Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador (RMS), iniciou à montagem das estruturas para o Arraiá das...

IGAPORÃ: Motorista morre carbonizado após caminhão tombar e pegar fogo na BR-430

Na manhã deste sábado (22), um caminhão tombou e acabou pegando fogo na BR-430, próximo à cidade de Igaporã....

Pista é liberada após caminhão-tanque derramar diesel na BR-324

O trecho da BR-324, entre as cidades de Feira de Santana e Tanquinho, foi liberado na tarde deste sábado...