“QUERIDO POR TODOS”: Família diz que policiais invadiram casa e mataram pedreiro no Subúrbio

A família do pedreiro Joeilton de Jesus afirma que ele foi morto por policiais militares após ter a casa que morava invadida na tarde de terça-feira (11), na localidade do Boiadeiro, no subúrbio de Salvador. A Polícia Militar sustenta a versão que ele não resistiu a uma troca de tiros com os agentes. As informações são do g1.

Segundo a mãe do pedreiro, o filho não tinha arma e nem envolvimento com a criminalidade.

“Só sei que meu filho estava dentro de casa, é trabalhador e deu um duro danado para fazer a casa dele. Ele estava com um orgulho danado de ter feito o cantinho para morar, por não pagar mais aluguel”, contou a mulher, que preferiu não ter o nome revelado.

“Meu filho nunca roubou, nunca matou ninguém. Era um bom filho, fazia de tudo para fazer a filha feliz e agora a bichinha ficou sem ninguém para cuidar”, lamentou, emocionada.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), Joeilton de Jesus trocou tiros equipes da Companhia de Patrulhamento Tático Móvel, chamada de “Patamo”.

“Os fatos todos serão apurados. Toda vez que há uma intervenção policial, os fatos são apurados pela Corregedoria da PM”, disse o representante do comando da 14ª CIPM, capitão Luiz Armando Limoeiro.

Ainda segunda a publicação, na ação policial, conforme a corporação, foram apreendidos um fuzil calibre 5,56, uma pistola calibre 380, carregadores, munições e câmeras de monitoramento.

“A versão dos policiais é de que estavam fazendo incursões na localidade, se depararam com elementos armados, onde houve confronto e eles reagiram a injusta agressão. Posteriormente encontraram um indivíduo alvejado, foi conduzido para prestação de socorro e os materiais apresentados na delegacia”, afirmou o capitão da PM.

“Agora com essa informação da parente, nós vamos investigar o fato. Será feita a devida instauração do processo”, ressaltou.

De acordo com uma prima de Joeilton de Jesus, que também preferiu não revelar a identidade por medo, o pedreiro tem uma filha de quatro anos, que ainda nem foi avisada da morte do pai.

“Não sei o que vai acontecer a partir de agora, porque deixou uma filha pequena, que nem sabe o que aconteceu. Não sabemos nem como vamos explicar a ela sobre essa tragédia”, afirmou.
A prima de Joeilton de Jesus relatou que ele preparava o almoço quando os policiais chegaram no imóvel e o executaram.

PREJUÍZO PARA O POVO! CV incendeia ônibus no Subúrbio após auto de resistência

Porto de Salvador recebe o primeiro supernavio de 366 metros

O Terminal de contêineres (Tecon Salvador) do Porto de Salvador recebeu nesta quarta-feira, dia 24 de julho, o navio MSC Orion, com 366 metros...

Assassino do primeiro vocalista da banda Calcinha Preta é localizado na Bahia

Foi preso nesta quarta-feira (24/07), em Feira de Santana, o principal suspeito de assassinar José Aparecido da Silva, o primeiro vocalista da banda de...

Porto de Salvador recebe o primeiro supernavio de 366 metros

O Terminal de contêineres (Tecon Salvador) do Porto de Salvador recebeu nesta quarta-feira, dia 24 de julho, o navio...
Fundação Jose Silveira

Porto de Salvador recebe o primeiro supernavio de 366 metros

O Terminal de contêineres (Tecon Salvador) do Porto de Salvador recebeu nesta quarta-feira, dia 24 de julho, o navio...

Assassino do primeiro vocalista da banda Calcinha Preta é localizado na Bahia

Foi preso nesta quarta-feira (24/07), em Feira de Santana, o principal suspeito de assassinar José Aparecido da Silva, o...

Caravana de Direitos Humanos garante cidadania a grupos prioritários em Livramento de Nossa Senhora

Livramento de Nossa Senhora, conhecida como a “terra da manga”, deu lugar à cidadania e à garantia de direitos...

CASO AISHA: deputado volta a cobrar criação de Cadastro Estadual de Pedófilos e Agressores Sexuais

Após tomar conhecimento da morte da menina Aisha Vitória, de oito anos, abusada sexualmente e assassinada por Joseilson Souza...