Neto critica condições das estradas baianas e dispara contra Rui: “assuma sua responsabilidade”

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), fez duras críticas ao governador Rui Costa (PT), nesta quarta (11), durante a entrega da nova intervenção viária do Jardim dos Namorados ao comentar o suposto “barramento” da liberação do empréstimo do Banco do Brasil ao Governo do Estado. A ação atribuída ao DEM por deputados ligados ao PT estaria dificultado o trabalho de recuperação de estradas na Bahia.

“Eu fico assustado quando vejo o senhor governador querer transferir a responsabilidade do caos nas rodovias estaduais para os seus adversários políticos. Vamos ser verdadeiros. Ninguém está pedindo nada contra o Governo. Eles ficam pensando isso porque eles faziam isso com a gente”, disparou o democrata.

Ainda segundo Neto, quando enfrentou dificuldades, principalmente no começo de sua gestão, ele “corria atrás” e “procurava os meios de organizar a gestão”.

“Eu economizei onde era preciso, eu procurei planejar os melhores projetos e aí, com recursos próprios, nós executarmos as obras”.

“Agora, se o Governo não está organizado e não tem a capacidade, não venham procurar culpados e desculpas. Responda e assuma a sua responsabilidade pelo caos que existe hoje nas estradas baianas, que estão esburacadas e sem condições de trafegabilidade”, criticou.

O gestor da capital baiana afirmou ainda que foi perseguido pelo Governo, que chegou a barrar um empréstimo autorizado pela Câmara Municipal  junto ao Desenbahia para fazer recapeamento asfáltico.

“Sabe quanto daqueles R$50 milhões veio liberado para a Prefeitura? Zero, zero! Isso sim é mais um exemplo da perseguição política que se realizou e se empreendeu na Bahia. Mas ninguém me viu transferindo a responsabilidade dos buracos de Salvador para o ex-governador ou para o governador, porque eu sei qual é a minha obrigação”, finalizou.