De que lado o governador está? Questiona Sandro Régis sobre o caos provocado por protesto da CUT

O líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Sandro Régis (DEM), afirmou que “a postura conivente do governo do Estado com os transtornos provocados pelos militantes da CUT” nesta terça (10) pela manhã que fizeram manifestações contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, bloqueando importantes vias de acesso a Salvador e a outros municípios baianos.

Régis afirmou que o ato atrapalhou “a rotina das cidades” e prejudicou milhares de trabalhadores que seguiam para cumprir suas agendas. “Ao invés de contribuir para manter a tranquilidade e a ordem no Estado nesse momento de crise e cautela, o governador incentiva ações de baderna ao condenar e chamar de golpe um processo legítimo que vem seguindo os seus ritos constitucionais e praticamente já definido pelo Congresso Nacional”, ponderou o democrata Sandro Régis, lembrando que o papel do governo “é o de agir em favor da sociedade e não o de defender bandeiras partidárias” e indagou: “Queremos saber de que lado o governador está?”.

Últimas Noticias