“Um circo de horrores”, afirma convidada que esteve no show de 30 anos de Jau

O show “Encontro com Jau”, realizado neste sábado (21) no Museu du Ritmo, no Comércio, era para ser um dia de diversão para jornalista Cláudia Costa, que foi “contemplada com um par de ingressos, fruto de uma promoção, mas terminou com muito constrangimento. Logo na entrada, o nome da convidada não estava na lista. Resultado: ela foi mal tratada por funcionários da produtora Emperium Música e Marketing Produções, responsável pela organização do evento e ficou mais de 40 minutos esperando uma solução. “O responsável pelo site da promoção sequer atendia minhas ligações. Quando respondeu por WhatsApp mandou que eu procurasse uma pessoa. Eu disse que não ia procurar ninguém e que isso cabia a ele resolver. O show foi uma completa desorganização”, denunciou.

O evento, que contou com a participação do Ilê Aiyê, Olodum, Cortejo Afro, Vina Calmon e Gerônimo, além dos shows de Filhos de Jorge e Vina Calmon, também teve outros pontos negativos. De acordo com outra convidada, Queila Val, o som também deixou a desejar e teve constantes “microfonias e ruídos”. “O microfone da apresentadora estava realmente muito alto, incomodando a todos. Realmente, este evento foi um circo de horrores. A produtora só pensou em ganhar dinheiro e ignorou o respeito ao público. Como se faz um intervalo de show hoje em dia sem um som? Ficamos todos sem ter o que fazer, aguardando o show de Jau começar!”, afirmou.

Nem a bebida agradou os foliões. “Bebida quente, além de cara e filas enormes. Prova disto foi a quantidade de pessoas que foram embora durante o início do show”, finalizou. O show foi em comemoração aos 30 anos de carreira do artista baiano e os ingressos chegaram a R$180. A produtora responsável pelo evento não foi encontrada pela equipe do Informe Baiano para comentar as denúncias.

Jau entrada

Últimas Noticias

Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos tem 127 mil cadastros

A Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos chegou à marca de 127 mil perfis cadastrados. Destes, 100 mil...