O dia em que um gari cantou e encantou ao lado de Xanddy

Era para ser mais um dia de trabalho do coletor de lixo Carlos Correia, 38 anos, mas a Casa SKOL preparou uma surpresa emocionante para ele. Após veiculação de uma matéria, onde dizia que o gari era fã de Xanddy, da banda Harmonia do Samba, a produção da Casa resolveu realizar esse encontro.

Carlos Correia também é cantor e compositor e, por volta das 18h30 de ontem (12), Xanddy reconheceu o gari, que estava à sua espera no mirante da Casa SKOL, quando passou em frente à Casa.

“Para tudo! Pedi pra parar porque estou em frente a um cara que me emocionou ao compor uma música para mim. Ao invés de cantá-la, vou pedir para você vir cantar aqui comigo. Peço que a galera da Skol traga ele aqui no trio”, disse Xanddy.

Emocionado, Carlos seguiu para o trio, escoltado por seguranças da Casa Skol. O que ninguém esperava era assistir uma performance digna de um cantor baiano. Quando o gari soltou a voz, o púbico foi ao delírio e, no refrão, cantaram todos juntos.

“Rapaz, peraí. Deixa eu cantar essa música agora. Que música é essa? Que voz é essa? Olhe, estou assumindo o compromisso, diante de todos os presentes, que vamos gravar essa música juntos. Vamos marcar um dia com a equipe da Skol pra vc ir lá em casa gravar, porque o estúdio é lá”, finalizou Xanddy que, a pedido do gari, ajoelharam-se para agradecer.

Segundo o gerente regional de marketing da Ambev Felipe Bratfisch, a SKOL abraça e incentiva tudo o que é redondo e que une as pessoas. “Identificamos o Ferrari e proporcionamos a experiência dele conhecer e cantar com o seu ídolo, afirma Bratfisch.

Ferrari, como o gari gosta de ser chamado, ainda seguiu em cima do trio até o Camarote SKOL BEATS, em Ondina, onde desceu e foi curti mais um pouco. “Um dia inesquecível, graças a vocês (da SKOL). Nunca vou me esquecer desse dia. Foi a Melhor Segunda-Feira do mundo pra mim. Obrigado, senhor!”, disse emocionado Ferrari.