Estudo aponta que base de Rui elege 25 federais contra 14 da oposição; veja os favoritos

No dia 7 de outubro, os brasileiros retornam as urnas para as eleições dos candidatos a presidente, senador, governador, deputados federais e estaduais. Na Bahia, a eleição proporcional (deputados) segue agitada e os postulantes atuam a todo vapor em Salvador e no interior. O Informe Baiano fez um levantamento, baseado em pesquisas internas e conversas com assessores políticos e jornalistas, que aponta os principais nomes na disputa por uma vaga na Câmara Federal. A expectativa é que o coeficiente eleitoral fique entre 153 mil e 160 mil votos.

O estudo não oficial aponta que a base do governador Rui Costa (PT) deve eleger, no total, 25 deputados federais. Inclui-se na conta o chapão, as coligações Avante/PROS e PTC/PMN/PRP/PMB, além da chapa independente do PDT.

No campo da oposição, estão os partidos da base de José Ronaldo (DEM), da base de João Henrique (PRTB) e também os “independentes”. Juntos, elegem 14 candidatos.

Veja abaixo a lista!

BASE DE RUI (TOTAL – 25):
Chapão: PT, PSB, PSD, PC do B, Podemos, PR, PP (ELEGE 22)

Prováveis eleitos com mais de 100 mil votos:
Mário Negromonte Júnior (PP)
Cacá Leão (PP)
Ronaldo Carletto (PP)
Bacelar (Podemos)
Jonga Bacelar (PR)
José Rocha (PR)
Antônio Brito (PSD)
Otto Filho (PSD)
Sérgio Brito (PSD)
José Nunes (PSD)
Marcelo Nilo (PSB)
Zé Neto (PT)
Valmir Assunção (PT)
Valdenor Pereira (PT)
Jorge Solla (PT)
Daniel Almeida (PC do B)

Prováveis eleitos com mais de 80 mil votos:
Marcos Medrado (PP)
Cláudio Cajado (PP)
Alice Portugal (PC do B)
Lídice da Mata (PSB)
Isac (PCdoB) – PODE TER A CANDIDATURA IMPUGNADA (LEI DA FICHA LIMPA)

Repescagem do chapão; brigam por uma vaga:

Josias Gomes (PT)
Afonso Floresce (PT)
Caetano (PT) – PODE TER A CANDIDATURA IMPUGNADA (LEI DA FICHA LIMPA)
Pelegrino (PT)
Carlos Martins (PT)
Joseildo Ramos (PT)
Manassés (PSD)
Paulo Magalhães (PSD)
José Carlos Araújo (PSD)

Chapa: PDT (ELEGE 2)
Félix Mendonça Júnior – mais de 100 mil votos
Disputam a segunda vaga: Pastor Alex Santana, Cosme Araújo, Mangabeira, Popó e Capitão Tadeu

Chapa: Avante/PROS (ELEGE 1)
Pastor Sargento Isidório – mais de 120 mil votos

Chapa: PTC, PMN, PRP e PMB (CHANCE DE ELEGER 1)
Os “nanicos” contam com uma coligação extremamente disputada, mas conseguir 153 mil votos para eleger um parlamentar federal é uma tarefa árdua. Surgem como favoritos Ana Rita Tavares e Alexandre Marques.

BASE DA OPOSIÇÃO (TOTAL – 14):

Chapa: DEM, PRB e PV (ELEGE 6)
Prováveis eleitos com mais de 120 mil votos:
Paulo Azi (DEM)
Elmar Nascimento (DEM)
Tia Eron (PRB)
Márcio Marinho (PRB)

Repescagem do chapão; brigam por duas vagas (todos com mais de 100 mil votos):
José Carlos Aleluia (DEM)
Arthur Maia (DEM)
João Roma (PRB)
Leur Lomanto Júnior (DEM)

Chapa: PSDB (ELEGE 2, mas com grandes chances de fazer 3)
João Gualberto – mais de 130 mil votos
Segunda vaga é disputada por Adolfo Vianna e Imbassahy

Chapa: PTB/PSC/SD/PPL (elege 2)

Héber Santana e Benito Gama – ambos com mais de 70 mil/ Correm por fora: Luciano Araújo e Uldurico Júnior

 

Chapa: MDB/PSDC (ELEGE 2)
Lucio Vieira Lima – mais de 130 mil votos
Segunda vaga é disputada por Gerson Gabrielli, Azis, André Eloy e Nestor Duarte

Chapa: PHS/PPS/PRTB/PSL (ELEGE 2)
Briga boa entre seis candidatos, todos com possibilidades de superar 40 mil votos: Pastor Luciano (PRTB); Joceval Rodrigues (PPS); Igor Kannário (PHS); Professora Daiana de Bolsonaro (PSL); Abílio Santana (PHS); e Marcelo Melo (PHS).

Relacionados