Médico é acusado de deformar rostos de ao menos 30 pacientes

Ao menos 30 pacientes de um médico do Distrito Federal acusaram um cirurgião por efeitos colaterais que deformaram seus rostos. Wesley Murakami se apresenta como especialista em cirurgias estéticas de harmonização facial e bioplastia.

De acordo com o Metrópoles, a experiência traumática foi vivenciada por pacientes como Alexandre Garzon, ouvido pela equipe da Record TV de Goiás, que passou por uma bioplastia em 2012. O procedimento consiste na aplicação de polimetilmetacrilato, no entanto, o uso do material em excesso em “locais onde não havia necessidade” deixou o rosto do paciente desfigurado.

A vítima pagou R$ 10 mil a Wesley e diz ser impossível reverter o procedimento. Ainda segundo publicação, Alexandre é apenas uma das vítimas de Wesley. Outros pacientes que também foram prejudicados conversam por meio de uma rede de apoio por WhatsApp.

A administradora Amanda também recebeu um orçamento de R$ 29 mil para uma bioplastia, mas preferiu fazer só na mandíbula – o que custou R$ 8,8 mil. No entanto, o resultado ficou bem diferente do desejado e ela ainda ouviu do médico que a culpa era sua. “Ele me disse que era porque estava acima do peso ou era algo hormonal, mas eu estava com 45kg à época. Disse que talvez eu deveria até colocar mais PMMA para resolver o problema”, afirmou.

“Foi um ano da minha vida em que me senti péssima. Quando eu vi, tomei um susto. Estava deformada”, completou. O médico não se pronunciou sobre as acusações.

Relacionados