Polícia investiga estupro de paciente em coma há 14 anos que deu à luz

A polícia de Phoenix, no estado americano do Arizona, investiga um suposto estupro de uma paciente internada em coma há 14 anos. A suspeita é levada em consideração porque a vítima deu à luz uma criança no dia 29 de dezembro. A mulher está internada na clínica Hacienda HealthCare desde quando ficou perto da morte por conta de um afogamento, segundo a emissora “KPHO”, afiliada à “CBS”.

Uma pessoa próxima que não quis se identificar afirmou que nenhum funcionário sabia da gravidez até o momento em que o bebê nasceu. “Pelo que me disseram, ela estava gemendo. E eles não sabiam o que havia de errado com ela. Havia uma enfermeira que estava lá e, pelo que eu ouvi, foi ela que trabalhou no parto”, afirmou.

O Departamento de Saúde do Arizona garantiu estar “trabalhando ativamente com a aplicação da lei em sua investigação”. Servidores asseguram que a mulher precisava de atendimento 24 horas por dia. Em sua situação, ela não tinha qualquer possibilidade de defesa. Por conta do fato, a clínica fez exames em outros pacientes, além de verificar as medidas de segurança do local.

Ultimas Noticias

Nova lei do FGTS é sancionada, e limite do saque sobe...

O presidente Jair Bolsonaro sancionou com vetos a Lei que institui a modalidade de saque aniversário no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço...

Na Cidade Nova, 141 casas serão reformadas pelas prefeitura

“A maior recompensa para o homem público é ver o seu trabalho transformar de verdade a vida das pessoas. É isso que fazemos todos...

Beber chá na gravidez: dos mais seguros aos desaconselhados

O consumo de chás durante a gravidez tem crescido, mesmo quando as suas ações terapêuticas são questionáveis do ponto de vista científico, podendo colocar...

Plenário da ALBa aprova ampliação do contrato REDA

Em sessão plenária que adentrou a madrugada desta quarta-feira (11), a Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) aprovou o PL 23.644, de autoria do Poder...
Publicidade