Governo do Estado garante Carnaval Pipoca e promove a folia do Pelô

Carnaval Pipoca nos circuitos Dodô e Osmar; festa no Pelourinho; valorização dos blocos afros; promoção de ações sociais; oferta de serviços gratuitos e reforço na segurança e nos hospitais públicos. Esses são alguns dos compromissos do Governo do Estado no Carnaval da Bahia, que este ano tem um investimento total de cerca de R$ 90 milhões, sendo R$ 46 milhões em segurança pública. Com o tema “Carnaval da Bahia: o Mundo se Une Aqui”, o Governo pretende destacar o caráter democrático e diverso do evento mais popular do planeta. O conceito também fortalece a autoestima do baiano, que viu seu estado se tornar a principal referência do país em gestão e atrair olhares de todo o mundo.

Com 100% da programação cultural promovida pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura (Secult), o Pelourinho deve continuar sendo um dos principais destaques da folia. Mais de 100 artistas subirão aos palcos do Largo do Pelourinho e das praças Pedro Archanjo, Tereza Batista e Quincas Berro D’Água para 66 shows (individuais e coletivos) entre sexta e terça-feira (5). Entre as atrações, nomes como Gerônimo (domingo); Manno Góes, Jorge Zarath e Tenison Del Rey (juntos, no sábado); e Ellen Oléria, Paula Lima e Nara Couto (juntas, na terça).

Também no Pelourinho acontecem quatro bailes infantis, entre sábado e terça, das 15h30 às 17h30, sempre no Largo Pedro Archanjo. Além dos palcos, a festa vai tomar conta das ruas do Centro Histórico, com 76 desfiles de bandas de percussão e cordas, bandões e performances que se iniciam na sexta a partir das 18h, no projeto Cortejão Cultural. Os bandões continuam seus desfiles pelas Ruas do Pelô, de sábado a terça de Carnaval, entre 10h e 22h. Sete microtrios e três nanotrios também estão na programação do Carnaval do Pelô e desfilam no Terreiro de Jesus entre sexta e segunda-feira.

CARNAVAL PIPOCA

Bell Marques, Léo Santana, Daniela Mercury, Margareth Menezes, Baby do Brasil, Luiz Caldas, Psirico, Parangolé e Alinne Rosa são algumas das atrações sem cordas que vão desfilar nos circuitos Dodô (Barra) e Osmar (Campo Grande), fortalecendo a política de democratização da festa implementada pelo Governo do Estado. Somando as atrações patrocinadas pela Bahiatursa, superintendência vinculada à Secretaria do Turismo (Setur) e pela Bahiagás, serão mais de 50 desfiles para o folião pipoca nos circuitos tradicionais da festa.

Um dos trios que preserva há décadas a tradição de desfilar sem cordas – e segue com patrocínio do Estado – é o Trio Elétrico Armandinho, Dodô e Osmar, que se apresenta no circuito Osmar (sábado) e Dodô (domingo, segunda e terç), sempre com saída prevista às 18h. A programação completa para o folião pipoca estará no site oficial do Carnaval (www.carnaval.bahia.com.br) a partir desta quarta-feira (27).

Idealizada pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), a campanha Respeita as Mina volta a colocar seu trio sem cordas na folia, desta vez com Larissa Luz, Xênia França e Luedji Luna no projeto Aya Bass.

A animação também está garantida no interior do estado, com o apoio do governo estadual à festa em 32 cidades, como Itacaré, Porto Seguro e Juazeiro. Tudo para fazer a alegria de baianos e dos 6 milhões de turistas que escolheram a Bahia para desfrutar o verão.

CARNAVAL OURO NEGRO

Chegando à sua 12ª edição, o projeto Carnaval Ouro Negro, realizado pela Secult e pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), oferece importantes subsídios para o apoio a agremiações de matrizes africanas e tradicionais dentro dos circuitos do Carnaval de Salvador. Desta forma, é promovida a preservação e valorização da presença destes blocos, com o desfile em alas e indumentárias tradicionais, assim como a maior participação da juventude, transmitindo o legado para as novas gerações.

Entre as atrações do projeto, que contempla as categorias afro, afoxé, samba e reggae, estão o Afoxé Filhos de Gandhy, que está comemorando 70 anos de fundação, os blocos Ilê Aiyê, Olodum, Cortejo Afro e Didá. Vale destacar que o Ilê Aiyê e Olodum comemoram também datas importantes em 2019. Enquanto o Ilê celebra 45 anos, o Olodum festeja seus 40 anos.

Duas entidades comemoram os seus 25 anos de história. De um lado, o bloco afro Didá, mantido pela associação educativa e cultural sem fins lucrativos de mesmo nome, a entidade desenvolve um trabalho que tem como base a percussão, especialmente o samba reggae. Também completando o 25º aniversário, o Alerta Geral montou um time de atrações que representa a excelência do bloco de samba, com muita alegria, paz e requinte. Os cariocas Xande de Pilares, Délcio Luiz e Fundo de Quintal; além das bandas baianas Bambeia e Miudinho, são os nomes já confirmados para arrastar o imenso tapete azul e branco na quinta-feira, tradicional noite do samba na avenida.

RECEPTIVO PARA TURISTAS

O receptivo especial da Setur terá 220 profissionais em 2019. Além de Salvador, o projeto Guias e Monitores também estará em Porto Seguro, Ilhéus e Praia do Forte, com o objetivo de oferecer a turistas e baianos informações turísticas precisas e com qualidade. Os atendimentos serão realizados em português e outros 10 idiomas: inglês, espanhol, italiano, francês, alemão, grego, japonês, holandês, mandarim e russo. Um dos destaques do projeto é a presença de intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras). A operação será iniciada às 7h de quinta-feira (28) e seguirá até a meia-noite da terça-feira (6 de março).

Na capital, haverá guias e monitores nos portões de entrada da cidade (aeroporto, estação rodoviária, porto, terminal náutico e ferry-boat), nos três circuitos do Carnaval (Dodô, Osmar e Batatinha), em pontos turísticos e hotéis.

Um trio de cafezinho, com foliões fantasiados convidando os turistas para entrar no clima de carnaval, tocará sucessos da folia baiana das 12 às 14h30 do dia 28, na área interna do Portão de Desembarque Nacional do Aeroporto, na abertura oficial do receptivo da Bahiatursa.

Ao mesmo tempo, baianas tipicamente trajadas vão dar as boas-vindas amarrando as tradicionais fitinhas do Bonfim no pulso dos turistas. A ação se repete nos dias 1º e 2 de março, com a presença das baianas, mas desta vez a animação fica por conta de uma banda de sopro, que tocará nas áreas interna e externa do Portão de Desembarque Nacional.

O receptivo acontece também na segunda-feira, 4 de março, plena segunda-feira de Carnaval, às 10 e 20h, no Porto de Salvador, onde está prevista a chegada de dois navios com capacidade para mais de nove mil passageiros, e se encerrará com a operação Até Breve, nos dias 6, 9 e 10, também no Aeroporto de Salvador, com um trio de forró tocando músicas tradicionais e baianas convidando os turistas para o São João da Bahia, das 13h30 às 15h.

CONSCIENTIZAÇÃO E ENFRENTAMENTO

O Governo do Estado, através das secretarias de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e de Políticas para as Mulheres (SPM), atuará mais uma vez no Carnaval de Salvador com o enfrentamento ao racismo e da violência contra a mulher. A Sepromi abre os trabalhos na quinta-feira (28), com a equipe do Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela, na sede do Procon (Rua Carlos Gomes, 746, centro). No local haverá recepção de denúncias e orientação jurídica aos foliões, tudo de forma integrada a órgãos do Sistema de Justiça e secretarias estaduais.

A ação, intitulada “Carnaval sem Racismo”, também inclui campanha de sensibilização nos circuitos da folia e o trabalho de técnicos especializados, que realizam abordagem qualificada para o monitoramento das situações de violação de direito da população negra. Outro canal de denúncia é a Ouvidoria Geral do Estado (OGE), através do telefone 0800 284 0011, com equipe qualificada, em contato permanente com a coordenação do serviço. O atendimento no posto fixo acontece todos os dias, das 14 às 22 horas. Os carnavais de bairro e principais circuitos da festa contarão com a Unidade Móvel do Centro de Referência Nelson Mandela.

A SPM, por mais um ano, aproveita a maior festa popular do planeta para impulsionar a campanha Respeita as Mina. De maneira lúdica e bem-humorada, com frases que já são de domínio público, a ação do Governo do Estado enfatiza a diferença entre a paquera saudável e o assédio durante a folia. Pelo segundo ano consecutivo, a SPM estará também no circuito do Carnaval com uma Unidade Móvel, em parceria com o Hospital da Mulher (Circuito Barra- Ondina), para orientações às mulheres em situação de violência.

Também presente na folia, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) montou uma grande rede de proteção para garantir um Carnaval de paz e respeito aos direitos das crianças e adolescentes, pessoas com deficiência, idosos e público LGBT. O objetivo é coibir violações como o trabalho infantil e a exploração sexual, violência de gênero, homofobia e qualquer tipo de preconceito.

Mais uma vez, a campanha “Fique de Olho! Disque 100” será o carro de frente da SJDHDS na atuação por um Carnaval sem violação de direitos. A campanha ganhou novas mensagens e cores para alertar a população a necessidade de denunciar às autoridades qualquer tipo de violência sexual contra crianças e adolescentes ou trabalho infantil. A SJDHDS abre as portas na próxima quinta-feira (28/02), às 9h, do Plantão Integrado de Proteção. Composto por órgãos públicos e entidades do Sistema de Garantia de Direitos, o Plantão funcionará até terça-feira (05/02), das 9h às 3h da madrugada, no prédio do Procon-BA, na Rua Carlos Gomes, 746, no Centro de Salvador.

SERVIÇOS

A Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) dá continuidade à Operação Carolina de Jesus no Carnaval deste ano em Salvador. A ação vai beneficiar 1.300 catadores de resíduos sólidos que atuam nos circuitos da festa. Eles serão contemplados com fardamento completo, equipamentos de proteção individual, água e refeições. Além disso, poderão comercializar o material coletado, sem a necessidade de atravessadores, nas cinco centrais de apoio que serão montadas em pontos estratégicos da folia: Politeama, Ladeira da Montanha, Barra, Ondina e Nordeste de Amaralina.

Neste Carnaval, o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) vai promover a campanha “Carnaval, com trânsito seguro, fica mais legal”. O órgão também vai oferecer serviços e fiscalizar as vias de acesso aos circuitos da festa, onde serão realizadas blitzes de alcoolemia. As ações incluem ainda a simulação do teste do bafômetro e blitz educativa para a prevenção de acidentes, entre os foliões pipoca e nos camarotes. Para facilitar o atendimento, a Central de Trânsito funcionará na Avenida Ademar de Barros, em Ondina, para emissão de segunda via da carteira de habilitação e do documento do veículo, além da liberação de carros e motos removidos em blitzes.

Na Barra e no Campo Grande, funcionarão os postos de fiscalização dos trios elétricos, para a avaliação das carretas e teste do bafômetro com os motoristas, antes do desfile. Uma equipe do departamento estará de plantão 24 horas, no Centro de Operações e Inteligência de Segurança Pública, para monitorar o tráfego pela identificação eletrônica de placas veiculares. O Detran também firmou parceria com a Coelba para a prevenção de acidentes envolvendo trios e a rede elétrica.

O serviço de entrega de documentos perdidos será disponibilizado pela Ouvidoria da Polícia Militar para garantir que o folião resgate seu documento de identificação perdido. Os policiais militares de serviço nos circuitos do carnaval, ao encontrarem documentos, levam para o posto de comando da área de atuação, onde no dia seguinte uma equipe da Ouvidoria faz o recolhimento em todos os postos.

No Carnaval, a Ouvidoria Geral do Estado (OGE) vai funcionar em esquema de plantão com horário ampliado. O atendimento será das 8h às 18h, de sexta (01/02) a terça-feira (05/02). Os canais de acesso são: 0800-284-0011, WhatsApp (71) 99911.7631 e o www.ouvidoriageral.ba.gov.br.

SUPER ESQUEMA DE SAÚDE

Mais de R$ 2,5 milhões serão investidos pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) em ações relacionadas ao carnaval de 2019. Haverá reforço nos plantões em hospitais da capital e do interior, instalação de três unidades de saúde nos circuitos de Salvador e Porto Seguro para a realização de testes rápidos que detectam HIV, sífilis e hepatites B e C, bem como a distribuição de preservativos, além de campanhas educativas que visam a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis e a doação de sangue.

Na capital, os hospitais Geral do Estado (HGE), Roberto Santos (HGRS), Ernesto Simões (HGES) e Subúrbio (HS) estarão prontos para receber, se necessário, ocorrências de maior gravidade. Ainda em Salvador, o Hospital Eládio Lasserre e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Pirajá, Curuzu e Cajazeiras serão monitoradas por profissionais da Sesab, a fim de verificar o funcionamento e possíveis necessidades de transferência de pacientes para unidades de maior complexidade.

No interior, os hospitais estaduais em Camaçari, Lauro de Freitas e Porto Seguro também terão escalas diferenciadas. Equipes da Sesab também farão inspeções diárias nas unidades de saúde com o objetivo de verificar, entre outros itens, a necessidade de substituição ou suplementação de material.

TESTES PARA DSTS

Testes rápidos para detecção de HIV, sífilis e hepatites virais serão realizados desde sexta-feira (1º), em dois postos instalados pela Sesab na capital, sendo um na Avenida Centenário, na Barra, e outro na Avenida Adhemar de Barros, em Ondina. O funcionamento dos postos será até o último dia de carnaval, iniciando sempre às 16 horas. Além dos testes, serão distribuídos preservativos masculinos e femininos e material informativo sobre infecções sexualmente transmissíveis. Também há um posto de testagem em Porto Seguro, instalado na Passarela do Descobrimento.

HOSPITAL DA MULHER

Pelo segundo ano consecutivo, o Serviço de Atendimento às Mulheres Expostas à Violência Sexual do Hospital da Mulher, localizado no Largo de Roma, em Salvador, estará de portas abertas para acolher mulheres durante o Carnaval. Mulheres, adolescentes e mulheres trans expostas a situações de abusos e violência sexual serão acolhidas no centro, que dispõe de equipe multiprofissional com médicas ginecologistas, enfermeiras, assistentes sociais, psicólogas e farmacêuticas.

VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Por meio da Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa), a Sesab promove uma série de ações antes e durante o Carnaval, com o objetivo de proteger a população de possíveis riscos à saúde. A Divisa já vem realizando inspeções em Salvador e demais municípios da Região Metropolitana, em indústrias de gelo e água mineral e também em centrais de esterilização de materiais, além de realizar inspeções nas unidades produtivas que fornecem alimentos para efetivos da Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros que trabalham durante a festa.

Na capital e em Juazeiro, durante o Carnaval, haverá inspeção sanitária nas unidades de emergência em saúde de alta complexidade. Ainda durante o Carnaval, será feito o monitoramento de risco sanitário; investigação na ocorrência de surto de Doença Transmitida por Alimento (DTA) e emergência em vigilância sanitária dentro e fora do circuito.

HEMOBA

O posto de coleta da Hemoba, na Avenida Vasco da Gama, em Salvador, funcionará normalmente durante o Carnaval, inclusive segunda e terça-feira, das 7h30 às 18h30. A unidade estará fechada apenas no domingo. Na quarta-feira de cinzas, o funcionamento será a partir das 13h.

INOVAÇÃO NA SEGURANÇA

Os Portais de Abordagem da Secretaria da Segurança Pública (SSP), equipamentos fundamentais na redução da violência no Carnaval de Salvador, ganharão o reforço de câmeras com sistema de reconhecimento facial. Além das revistas impedindo a entrada de armas de fogo e brancas na festa, criminosos com mandados de prisão em aberto poderão ser detectados. O aparato tecnológico será utilizado em alguns dos portais espalhados pelos circuitos Dodô (Barra), Osmar (Campo Grande) e Batatinha (Pelourinho).

No total, mais de R$ 46 milhões serão aplicados pela SSP na festa, maior investimento feito pelo poder público seja municipal, estadual ou federal. Além de Salvador, outros 45 municípios também receberão reforços de pessoal, equipamentos e tecnologia. Nos três circuitos oficiais, carnavais de bairro e no interior atuarão, ao todo, 26 mil policiais militares, civis e técnicos, além de bombeiros, desempenhando ações preventivas, ostensivas, investigativas, de resgate e atendimento médico.

Só em Salvador, 69 postos policiais estarão à disposição do folião. Com o auxílio de detectores de metal, os portais de abordagens distribuídos nos circuitos Dodô (13), Osmar (22) e Batatinha (7), vão impedir a entrada de objetos que ofereçam riscos à vida de baianos e turistas.

Do alto, aproximadamente 430 câmeras serão usadas para acompanhar aglomerações, entradas e saídas dos circuitos, entre outras situações. Ainda lá de cima, 14 drones estarão à disposição das polícias, auxiliando o monitoramento das ações no solo.

Outra novidade na folia momesca de 2019 são os postos das Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (Deams) e de Atendimento às Vítimas de Racismo e Intolerância. Fora dos circuitos, mas de olho em tudo o que acontece no maior carnaval a céu aberto do planeta, equipes estarão coordenadas através do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), onde cerca de 30 instituições estaduais, federais e municipais realizarão trabalho integrado.

A MAIOR TRANSMISSÃO DO CARNAVAL

Romualdo Rosário da Costa, Mestre Moa do Katendê, será o homenageado da TVE na transmissão do Carnaval 2019. A memória e o legado cultural afro-baiano do capoeirista, idealizador do Afoxé Badauê, serão lembrados pela emissora que, pelo segundo ano, será a única a transmitir ao vivo dos três circuitos: Campo Grande, Pelourinho e Barra-Ondina. Outra novidade é a participação da jornalista Maíra Azevedo, ao lado de outros profissionais como Rita Batista, Wanda Chase, Vânia Dias e Jhonatã Gabriel no comando da transmissão.

Durante os seis dias de carnaval, a emissora pública exibirá por mais de 70 horas ao vivo toda a diversidade da festa, além de conteúdos de cidades do interior do estado. Através do site O Canal do Carnaval (www.ocanaldocarnaval.com.br), pelo Facebook, Twitter e Instagram (/tvebahia), os internautas poderão acompanhar tudo ao vivo. A rádio Educadora FM também preparou uma programação especial para o Carnaval e realizará a transmissão dos shows do Pelourinho.

Relacionados