Braço-direito de ACM Neto pode assumir liderança do governo Bolsonaro na Câmara

Considerado um dos principais aliados do presidente nacional do DEM, ACM Neto, o deputado federal João Roma (PRB), é cotado para assumir a liderança do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados. A função atualmente é executado pelo Major Vitor Hugo (PSL), que tem sido alvo constante de críticas de aliados. A notícia foi recebida de forma otimista por integrantes do Centrão e parte da esquerda.

O pernambuco com ascendência baiana foi sondado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para assumir a missão. Também é cotado o republicano João Campos.

Apenar de novato no parlamento, Roma tem larga experiência nos bastidores da política e já ocupou cargos importantes em Brasília, além de ter sido o 02 da Prefeitura de Salvador, onde ocupou a chefia de Gabinete por 5 anos. O deputado é amigo pessoal dos presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, respectivamente.

Recentemente, em entrevista ao Informe Baiano, Roma declarou que vem trabalhando para o clima ficar mais tranquilo entre o Executivo e o Legislativo.

“O importante é todos agora se unirem em defesa do Brasil. Como eu falei em reunião da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), não estamos representando o povo brasileiro para participar de uma queda de braço entre instituições. Estamos ali sim, para tentar, mesmo em dissenso, mesmo em composições antagônicas, buscar qual a melhor proposta, o que pode, de fato, contribuir para melhorar a vida de quem mais precisa e repactuar o estado brasileiro com a sua população, que precisa da presença do estado”, disse Roma.