E Bacelar desistiu para Bruno Reis ter seu vice-prefeito ideal?

Definitivamente, o clima não está nada bom entre o Podemos e o governador Rui Costa, que teve apoio incondicional do partido na sua reeleição, em 2018. Uma fonte do Informe Baiano revelou na quarta-feira (04/03) a possibilidade do deputado federal Bacelar desistir da candidatura à prefeitura de Salvador, romper com o PT e integrar o time de Bruno Reis (DEM), que conta com o apoio de ACM Neto (DEM).

A ideia seria o vereador Toinho Carolino ocupar o cargo de vice-prefeito e com isso matar dois coelhos com uma cajadada, já que a sigla enfrenta dificuldades na composição da chapa proporcional. Com Toinho na majoritária, automaticamente, abre uma vaga para vereador.

A questão é que o Republicanos, um dos principais aliados do DEM, enfrenta o mesmo problema na composição da chapa proporcional. Assim como o Podemos, tem quatro nomes de peso e matematicamente, neste momento, só tem condições de conquistar duas vagas. Outro empecilho é o presidente da Câmara Municipal Geraldo Júnior, que sustenta ter a prioridade da vice. Para completar, o ‘ex-capeta’ Irmão Lázaro do PL também está na disputa interna. Ainda tem no jogo de xadrez da especulação Leo Prates (PDT), aliado histórico de Neto e Reis. A aposta que ele será vice, embora negue, é grande.

Fato mesmo é que o vice-prefeito e secretário de Obras sempre esteve no Podemos, partido que construiu com Bacelar, de quem foi estagiário e assessor parlamentar. Seu irmão Michel Reis é integrante e um dos principais articuladores da legenda. O jovem vereador Sidninho, inclusive, quase antecipa o anúncio ao subir no palanque de Mata Escura e rasgar elogios aos gestores da capital baiana. Por fim, vale lembrar também que o perfil tranquilo e fiel do ‘Negão da Boca do Rio’ pode ser o ideal para Bruno Reis.

Por Ramon Margiolle

Últimas Noticias

Governo publica instrução com procedimentos para comprovação de vacinação dos servidores

A Secretaria da Administração (Saeb) publicou, no Diário Oficial do Estado deste sábado (27), a Instrução N° 024/2021, que...