Medidas para amenizar impacto do coronavírus na economia são anunciadas

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou há pouco que o governo pretende injetar até R$ 147,3 bilhões na economia nos próximos três meses para amenizar o impacto do coronavírus sobre a economia e o sistema de saúde. Segundo o ministro, a maior parte dos recursos vem de remanejamentos, de linhas de crédito e de antecipações de gastos, sem comprometer o espaço fiscal no Orçamento. Entre as medidas estão a redução de impostos para importação sobre produtos médicos, e pequenas e médias poderão ficar sem pagar o simples por até 3 meses.

Conforme Guedes, até R$ 83,4 bilhões será aplicado em ações para a população mais vulnerável, até R$ 59,4 bilhões para a manutenção de empregos e pelo menos R$ 4,5 bilhões para o combate direto à pandemia.

“Vamos cuidar dos mais idosos. Já anunciamos os R$ 23 bi para entrar em abril e mais R$ 23 bi para maio (sobre antecipação para aposentados e pensionistas do INSS) e antecipar abonos para junho (R$ 12 bi)”, diz Paulo Guedes ao falar das medidas para a população mais vulnerável.

O ministro definiu como prioritárias três das 19 propostas em tramitação no Congresso Nacional que constam de ofício enviado na semana passada aos presidentes da Câmara e do Senado. A primeira é a Proposta de Emenda à Constituição do Pacto Federativo, que descentraliza recursos da União para estados e municípios. A segunda é a aprovação do projeto de lei que autoriza a privatização de Eletrobras, que renderá R$ 16 bilhões ao governo neste ano.

A última proposta considerada prioritária por Guedes é o Plano de Equilíbrio Fiscal, programa de socorro a estados pouco endividados, mas com dificuldades financeiras por causa do comprometimento dos orçamentos locais com servidores.

O ministro citou ainda medidas que já entraram em vigor, como a liberação de R$ 135 bilhões nos compulsórios – parcela que os bancos são obrigados a depositar no Banco Central (BC) – e as decisões do Conselho Monetário Nacional (CMN) para apoiar a renegociação de dívidas das empresas e das famílias.

Dívida pública pode alcançar até R$ 5,9 trilhões em 2021

Depois de encerrar 2020 levemente acima de R$ 5 trilhões e em nível recorde, a Dívida Pública Federal (DPF) deverá chegar ao fim de 2021 entre R$...

MP recomenda aos municípios de Nova Canaã, Iguaí e Ibicuí que se atenham aos critérios na ordem de vacinação

O Ministério Público estadual expediu recomendações aos municípios de Nova Canaã, Iguaí e Ibicuí que se atenham rigorosamente aos critérios técnicos na ordem de vacinação contra o...

Prefeitura realiza 876 testes em seis bairros com medidas de proteção à vida

Foto-Bruno-Concha-Secom A Prefeitura deu início, nesta quarta-feira (27), às ações de proteção à vida na Liberdade, Sussuarana e Federação. A medida ocorre nos bairros que concentram o maior...

381,8 mil já utilizam aplicativo Preço da Hora Bahia

Lançado em abril do ano passado pelo governador Rui Costa, tendo como forte apelo o de auxiliar os baianos a evitar deslocamentos desnecessários em meio à pandemia,...