Ex-cinegrafista que trabalhava na TV Bahia e nas Faculdades Jorge Amado morre de covid-19

O cinegrafista sergipano com ascendência baiana José Raimundo Alves, que trabalhou na TV Bahia e no Centro Universitário Jorge Amado, morreu nesta terça-feira (04/07), vítima da covid-19. Hipertenso e diabético, o trabalhador não resistiu.

“Se Zé” ou “Boca de Piranha”, como era chamado por amigos e estudantes, se orgulhava das gravações que fez para diversos programas nacionais, a exemplo do Jornal Nacional, Fantástico, Jornal Hoje, Jornal da Globo e Domingão do Faustão. Ele também era bastante querido e foi um verdadeiro professor para centenas de estudantes de Comunicação Social da “FJA”, onde auxiliava jovens e contribuia apresentando técnicas de filmagem e iluminação, por exemplo. O profissional de imprensa deixa esposa e filhos. Vá com Deus, Zé!

Óleo de coco no cabelo? Fique a par dos benefícios

Não, por vezes não precisa de um produto inacessível para tratar do seu cabelo. Devido à sua capacidade de hidratar, nutrir e prevenir a perda de proteína,...

Prodetur Bahia conclui formação da rede de empreendedores da Baía de Todos-os-Santos

Uma live na noite desta quarta-feira (5) marcou o encerramento do Projeto Rede de Turismo da Baía de Todos-os-Santos (RBTS), que reúne mais de 200 empreendedores da...

Cursos de música do TCA abrem inscrições gratuitas para novas turmas em maio

No mês de maio, o Teatro Castro Alves (TCA) dá a largada de um novo ciclo dos cursos de iniciação ao universo da música sinfônica. O maior...

Com auxílio emergencial, poupança volta a captar recursos em abril

Após três meses de retiradas líquidas, a aplicação financeira mais tradicional dos brasileiros voltou a captar recursos. Em março, os brasileiros depositaram R$ 3,84 bilhões a mais...