Ex-cinegrafista que trabalhava na TV Bahia e nas Faculdades Jorge Amado morre de covid-19

O cinegrafista sergipano com ascendência baiana José Raimundo Alves, que trabalhou na TV Bahia e no Centro Universitário Jorge Amado, morreu nesta terça-feira (04/07), vítima da covid-19. Hipertenso e diabético, o trabalhador não resistiu.

“Se Zé” ou “Boca de Piranha”, como era chamado por amigos e estudantes, se orgulhava das gravações que fez para diversos programas nacionais, a exemplo do Jornal Nacional, Fantástico, Jornal Hoje, Jornal da Globo e Domingão do Faustão. Ele também era bastante querido e foi um verdadeiro professor para centenas de estudantes de Comunicação Social da “FJA”, onde auxiliava jovens e contribuia apresentando técnicas de filmagem e iluminação, por exemplo. O profissional de imprensa deixa esposa e filhos. Vá com Deus, Zé!

Últimas Noticias