Agente da PF é demitida por vazar informações a traficantes de drogas

Três anos após ser presa acusada de vazar informações para uma organização criminosa, a servidora da Polícia Federal (PF) Hélida de Oliveira Vaz, 35 anos, foi demitida da corporação. O desligamento foi publicado em uma portaria do Diário Oficial da União (DOU), assinada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, André Luiz de Almeida Mendonça, em 29 de setembro. As informações são do portal Metrópoles.

De acordo com as acusações contra Hélida, ela teria atuado no esquema realizando pesquisas “encomendadas” por traficantes de drogas no sistema da PF. Em setembro de 2017, ela foi presa no âmbito da Operação Brabo. No entanto, foi liberada no dia seguinte após passar pela audiência de custódia na 9ª Vara Criminal de São Paulo.

Hélida estava no cargo de agente administrativa classe A desde 2014, com remuneração bruta de R$ 4.768,72 por 40 horas semanais. Atualmente, Hélida mora em Águas Claras e tem uma vida badalada na capital federal. Colegas da Polícia Federal ouvidos pelo Metrópoles afirmaram que ela é vista com frequência em festas de Brasília e costuma viajar bastante.

Hospital Santa Izabel transmite cirurgia robótica ao vivo durante primeiro simpósio da Bahia

Pioneiro no uso da cirurgia robótica na Bahia, o Hospital Santa Izabel (HSI) participará do I Simpósio Multidisciplinar de Cirurgia Robótica da Bahia (Robotic Surgery Experience Bahia),...

Lei sobre Internet das Coisas pode gerar milhões de empregos

Com a aprovação, pelo Senado, do Projeto de Lei (PL) nº 6.549/2019, que cria isenção tributária para dispositivos e sistemas de comunicação máquina a máquina, a expectativa é...

Vegan têm 43% mais probabilidade de sofrer fraturas ósseas, mostra estudo

De acordo com um novo estudo, pessoas que seguem uma dieta vegan podem ter uma probabilidade significativamente maior de desenvolver fraturas ósseas do que os carnívoros. O...

Primeira cirurgia gravada em 360º no Brasil é de hospital baiano da Rede Ebserh

O Hospital Universitário Professor Edgard Santos (Hupes/UFBA), ligado à Empresa Brasileira de Recursos Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação, foi destaque no Congresso Paulista de Urologia....