Apenas Salvador e Manaus prosseguem com pagamento de auxílio emergencial

Salvador é uma das duas capitais brasileiras que continuam pagando auxílio emergencial, visando minimizar os impactos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus. Além dela, apenas Manaus, no Amazonas, também realiza a ação, iniciada em janeiro passado. Entre as 26 capitais, oito haviam lançado uma versão municipal do incentivo e seis delas interromperam a iniciativa.

Coordenado pela Secretaria de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre), o programa Salvador por Todos, como é denominado, abrange trabalhadores informais cadastrados no município. Dentre eles estão barraqueiros, donos de quiosques, baianas de acarajé, guardadores de carro, recicladores e baleiros.

Também têm direito ao valor parte dos taxistas, mototaxistas, motoristas de aplicativo, além de pessoas em situação de rua cadastrados e licenciados pelos órgãos municipais. Motoristas do segmento de transporte escolar também integraram a lista dos beneficiários.

O prefeito Bruno Reis lembrou que o pagamento do auxílio, pioneiro no país na concepção e adoção, está garantido até março próximo. “Não descartamos ampliar, a depender de como esteja a pandemia em Salvador e do número de pessoas que já tenhamos vacinado. Entendemos que este auxílio é fundamental para garantir o sustento da família e muito importante para ajudar a economia da cidade nesse momento”, declarou.

“Nesse momento, o Salvador por Todos ganhou um caráter muito mais especial, porque, com o fim do auxílio emergencial do Governo Federal, os impactos sociais irão aumentar. Então, nesse momento, aquilo que era fundamental tornou-se imprescindível para a nossa cidade”, destacou o titular da Sempre, Kiki Bispo.

Beneficiados – Taxista há mais de 25 anos, Inocêncio de Oliveira, 64 anos, passou por momentos difíceis durante a pandemia: além de ter ficado apreensivo com os riscos de contaminação da Covid-19, ele fez uma cirurgia e ficou impossibilitado de trabalhar. O Salvador por Todos ajudou a pagar algumas contas e a manter algumas despesas em dia. “Me ajudou e tem me ajudado bastante, principalmente, porque eu levei um tempo parado. Acho que esse benefício veio para auxiliar muita gente diante desse momento difícil”.

Wellington Chagas, 39 anos, é vendedor de acessórios para celular e conta que viu o movimento cair muito, principalmente nos primeiros meses de pandemia. “Eu não tenho do que reclamar. Do jeito que está a pandemia, esse valor nos ajuda muito. Eu fiquei muito feliz quando soube que seria prorrogado até março”.

Programa – O pagamento do Salvador por Todos começou em abril do ano passado. A iniciativa foi criada com o objetivo de atenuar os impactos econômicos causados pela pandemia da Covid-19. Mais de 35 mil pessoas já receberam o benefício no valor de R$270, totalizando um valor aproximado de R$56 milhões investidos pela Prefeitura nas últimas dez parcelas.

Afinal, porque é que temos de dormir?

O sono é essencial para uma boa saúde. Na verdade, precisamos de dormir para sobreviver - assim como precisamos de comida e água. Portanto, não é de...

PRF apreendem 8.500 Kg de aves congeladas transportadas irregularmente na BR 101

APolícia Rodoviária Federal (PRF) em trabalho conjunto com a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) flagrou na madrugada de sábado (06) o transporte irregular de...

Montagem do hospital de campanha em Itapuã é vistoriada

A montagem do hospital de campanha na Estação Cidadania de Itapuã foi foco de vistoria, realizada na manhã deste domingo (7), pelo prefeito Bruno Reis, acompanhado da...

“Golpe do falso motoboy”: esteliotárii que atua em vários estados é preso no sul baiano

Equipes da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), de Eunápolis, prenderam, no sábado (06/03), um estelionatário que aplicava um golpe conhecido como “golpe do falso...