Oficial da PM de Sergipe diz que Tropa será fiscalizada por robô e causa polêmica

Um tenente da Polícia Militar de Sergipe causou polêmica nas redes sociais ao revelar que a Tropa agora será fiscalizada por um robô devido a um novo sistema que estaria sendo implantado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado. Segundo Garcia, a reunião sobre o tema contou com a participação do comandante do CPMC (Comando do Policiamento Militar da Capital) e os seus auxiliares.

“Foi apresentado um plano, um projeto chamado IA, o Instituto Autônomo ou Instituto Automatizado. O que é esse instituto? Um robô cibernético que vai estar atuando durante a operacionalidade das nossas áreas”, pontuou.

“No fringir dos ovos o que é que esse sistema? O que esse sistema automatizado vai promover para nós? Ele está promovendo para nós uma efetividade maior e melhor e mais eficaz na atividade fim da polícia, que é a atividade operacional, o serviço de rua. Então, queridos colegas, eu quero avisar aos senhores: cada deslocamento das VTRs (viaturas) estará, a partir de agora, devidamente sendo controlada”, acrescentou.

Tenente Garcia também alertou que o robô automatizado verificará se a missão foi cumprida e se não, será apurado o motivo. Além dos detalhes técnicos, o oficial disse: “Nós somos pagos, muito bem pagos, diga-se de passagem, guardando as devidas proporções dos atrasos, né? Do índice salarial defasado, mas nós ganhamos muito bem para desempenharmos a nossa função. Penso assim, se eu não quero desempenhar a minha função, boto meu requerimento, vou embora, não tem problema nenhum”.

Parte da tropa não gostou dos comentários e rebateu as declarações. Vários memes viralizaram. Alguns policiais, inclusive, perguntaram se o oficial tinha autorização do comando-geral da instituição para fazer o pronunciamento. Outros questionam se o militar estava dirigindo no momento da gravação e falaram sobre o uso do cinto de segurança.

Representante da categoria, o ex-vereador Cabo Amintas acusou o tenente Garcia de ameaçar os colegas de farda. “Diz que quem não está satisfeito que faça o requerimento e peça pra sair. Quem é ele pra dizer isso? Ora, pelo amor de Deus. A polícia de Sergipe é pequena e todo mundo se conhece. Nós sabemos quem vai pra rua enfrentar bandido, defender realmente a sociedade e a família das pessoas de bem. E sabemos quem é quem”, disparou.

O praça da reserva ainda classificou as declarações como “asneiras”. Por fim, Amintas denunciou que “os rádios da polícia, os HTs da polícia, não funcionam quando o praça vai pro interior do estado e foram gastos milhões”.

O Informe Baiano entrou em contato com a Polícia Militar de Sergipe para saber o posicionamento oficial da instituição sobre o assunto e se realmente a nova tecnologia será implantada. Assim que a resposta for enviada, a reportagem será atualizada.

Morre atriz Eva Wilma

A atriz Eva Wilma, 87 anos,  morreu neste sábado (15/05). Ela estava internada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e tratava um câncer de ovário. A artista...

Mulheres que atacaram 9 supermercados em Remanso são presas

Investigadores da Delegacia Territorial (DT/Remanso) prenderam, na sexta-feira (14), duas mulheres suspeitas de furtos em, pelo menos, nove estabelecimentos comerciais da cidade. Uma delas foi flagrada dentro...

Estudo investiga como começa e evolui o câncer de esôfago

Estudo inédito internacional sobre alterações epigenéticas de pacientes com câncer de esôfago constatou que os pacientes analisados, originários de diferentes regiões do mundo com alta incidência desse...

Cristo recebe iluminação para incentiva a vacinação contra a covid-19

O monumento do Cristo Redentor no Rio de Janeiro recebe, neste sábado (15), iluminação especial promovida pelo Movimento Unidos Pela Vacina. A ação, que acontecerá entre...