Soldado da PM e chefe do tráfico de Palmares presos em ações da Polícia Civil na RMS

Uma operação deflagrada pelo Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), na madrugada desta terça-feira (28/04), cumpriu um mandado por homicídio de um soldado da Polícia Militar e flagrou um homem com 13 munições de calibre 12, quatro rádios comunicadores e um tablet, conforme nota enviada ao Informe Baiano pela Polícia Civil. São duas ações distintas.

O PM, que teve a prisão preventiva decretada pela 1a Vara Crime da Comarca de Simões Filho, foi localizado no bairro Pitanguinha, naquele município. Uma pistola ponto 380 com uma munição deflagrada, 33 munições do mesmo calibre e uma de .40, intactas, além de quatro cápsulas de 38, três carregadores, um coldre e dois celulares foram apreendidos com o soldado.

De acordo com o coordenador da Região Metropolitana de Salvador (RMS), do Depom, delegado Guilherme Machado, o PM é suspeito de participar da morte de Daniel Machado Braga, ocorrida no dia 24 de março, em Pitanguinha.

A operação, denominada de Depom Forte, também cumpriu um mandado de busca e apreensão em Camaçari. O alvo não foi localizado, mas na casa dele a polícia apreendeu maconha e embalagens para acondicionar drogas. O homem é investigado por tráfico e homicídios, naquela região.

Flagrante

O homem preso em Simões Filho confessou que recebia R$ 100 para guardar o material apreendido com ele. “Esse flagrante ocorreu, durante diligência para tentar cumprir mais um mandado de prisão. Nosso alvo é investigado por homicídios e suspeito de comandar o tráfico de drogas no bairro Palmares”, explicou o titular da 22a DT/Simões Filho, delegado Leandro Acácio.

Policiais do Depom, das DelegaciasTerritoriais de Camaçari e Simões Filho, da Coordenação de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil e da Corregedoria da PM participaram da operação.