Paulo Afonso planeja ações para impulsionar turismo

O planejamento de ações para diversificação das atividades turísticas em Paulo Afonso foi apresentado, na segunda-feira (3), ao secretário de Turismo da Bahia, Fausto Franco. Durante o encontro, o secretário municipal do segmento, Nino Rangel, e a assessora especial Clícia Nascimento apresentaram uma lista de prioridades que tem como principais pontos a retomada da visitação turística à sede da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) e a captação de voos comerciais.

Fausto se comprometeu a fazer a articulação com o governo federal para que a Chesf volte a receber visitantes, retomando o status de principal atrativo de Paulo Afonso. A empresa foi criada em 1945, na gestão do presidente Getúlio Vargas, para aproveitar o potencial energético da cachoeira de Paulo Afonso, entre Bahia e Alagoas, fornecendo energia elétrica para a região Nordeste. Sua implantação promoveu o povoamento e o desenvolvimento econômico da cidade, emancipada do município de Glória em 1958.

Em relação ao voos, Fausto Franco destacou o trabalho constante junto às companhias para ampliação da malha aérea no estado e citou a parceria com a a Abaeté Aviação, que tem permissão para operar voos comerciais em aeronaves de pequeno porte para destinos do interior da Bahia, a exemplo de Morro de São Paulo (já em operação), Boipeba, Maraú e Mucugê (em fase de articulação).

“É muito grande o potencial de Paulo Afonso, que tem entre suas vocações o turismo de aventura, proporcionado pelo Rio São Francisco e contato com a natureza. Mas, sem dúvida, o segmento cultural precisa ser lembrado e valorizado, já que a cidade foi palco do Cangaço e é terra natal de Maria Bonita, a famosa mulher de Lampião, líder do movimento”, lembrou Franco.

Entre as ações planejadas pelo secretário de Paulo Afonso estão a implantação de um parque de aventura, um pequeno museu digital para contar a história da cidade e uma parceria para oferta de cursos para formação de guias de turismo.

Mapa turístico – Atualmente, a zona Lagos e Cânions do São Francisco conta apenas com Paulo Afonso e Santa Brígida no Mapa do Turismo Brasileiro, organizado pelo Ministério do Turismo. “Temos atuado para que os municípios com potencial e que não estão no mapa possam atender aos critérios para ingressar ou reingressar nesta que é uma importante ferramenta para o desenvolvimento de políticas públicas e captação de recursos governamentais”, disse Fausto Franco.

Paulo Afonso está classificado na categoria B do mapa turístico e a intenção da administração municipal, segundo Nino Rangel, é reunir os requisitos para continuar subindo para a categoria A. A categorização é feita a partir da avaliação do desempenho econômico da atividade turística de cada município integrante do mapa.

Morre atriz Eva Wilma

A atriz Eva Wilma, 87 anos,  morreu neste sábado (15/05). Ela estava internada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e tratava um câncer de ovário. A artista...

Mulheres que atacaram 9 supermercados em Remanso são presas

Investigadores da Delegacia Territorial (DT/Remanso) prenderam, na sexta-feira (14), duas mulheres suspeitas de furtos em, pelo menos, nove estabelecimentos comerciais da cidade. Uma delas foi flagrada dentro...

Estudo investiga como começa e evolui o câncer de esôfago

Estudo inédito internacional sobre alterações epigenéticas de pacientes com câncer de esôfago constatou que os pacientes analisados, originários de diferentes regiões do mundo com alta incidência desse...

Cristo recebe iluminação para incentiva a vacinação contra a covid-19

O monumento do Cristo Redentor no Rio de Janeiro recebe, neste sábado (15), iluminação especial promovida pelo Movimento Unidos Pela Vacina. A ação, que acontecerá entre...