Ação na ilha de Paramana resulta em morte de líder da facção OP

Uma ação conjunta da 10ª Companhia Independente, Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) resultou, nesta quinta-feira (13/05), na localização de um homem apontado como autor de homicídios e tráfico de drogas.

Conforme a fonte do Informe Baiano, os policiais realizavam, por volta das 6h, a Operação Arquipélago, com o objetivo de cumprir mandados de prisão nas ilhas de Bom Jesus dos Passos e Paramana, no município de Madre de Deus. Nesta última, as equipes foram recebidas a tiros por bandidos que ostentavam armas de fogo. Houve revide.

Após os disparos, as guarnições realizaram a varredura no local, onde foi encontrado um dos envolvidos ao solo e portando uma pistola Taurus 380, além de uma mochila com entorpecentes. Socorrido para o Hospital Municipal Dr. Eduardo Ribeiro Bahiana, ele não resistiu aos ferimentos.

Ainda conforme a fonte do IB, o homem foi identificado como Josenilton Santos de Santana, o “Jó”, que seria gerente da facção Ordem e Progresso (OP). Em março, ele foi alvo da Operação Tupinambá, que prendeu o líder do grupo criminoso conhecido como “Vado Gordo”.

Constava em desfavor de “Jó” três mandados de prisão preventiva, sendo um pelo homicídio de um rival do grupo Bonde do Maluco (BDM), em abril, no distrito do Caipe, em São Francisco do Conde. A ocorrência foi formalizada no DHPP.