Limpeza no mar e plantio marcam Dia do Meio Ambiente em Salvador

Fotos: Igor Santos/Secom

Neste sábado (5), Salvador é palco de ações realizadas ou apoiadas pela Prefeitura para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente. Uma das iniciativas ocorreu logo pela manhã: uma ação de coleta de resíduos descartados no mar da Baía de Todos-os-Santos, a partir da praia da Gamboa. A iniciativa faz parte do projeto Paramana Nature e foi promovida pela Destilaria Paramana, com apoio da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb).

Presente na ação, a vice-prefeita e secretária de Governo (Segov), Ana Paula Matos, afirmou que a ação de limpeza no mar é um trabalho de extrema importância para a conscientização ambiental da população soteropolitana. “É preciso que as pessoas mudem seus atos e deixem de poluir o ambiente para termos uma cidade sustentável, que possa reintegrar biodiversidade ao seu habitat natural. O papel da Prefeitura é o de construtora de políticas públicas e de zeladora da cidade. Por isso, apoiamos este projeto, uma bela parceria com a sociedade civil e o setor privado”, avaliou.

O presidente da Limpurb, Omar Gordilho, frisou que o descarte incorreto de resíduos prejudica a flora e a fauna marinhas e explicou a participação da pasta na iniciativa. “Mobilizamos 40 agentes e 20 mergulhadores para a limpeza e retirada de resíduos nesta ação. É importante lembrar que a Prefeitura realiza diariamente a limpeza da orla com uma equipe fixa de 160 agentes e 16 equipamentos. No entanto, o mais importante é que o cidadão se conscientize do seu papel e recolha o próprio lixo quando for à praia”, assinalou Omar.

“Nossa expectativa é realizar mais ações a partir da nossa casa, que é Salvador, onde 800 mil toneladas de lixo são retiradas do mar por ano”, pontuou o representante da Destilaria Paramana, Wagner Miau.

Consciência – Consultor científico do projeto e doutor em geologia marinha e costeira, José Rodrigues sublinhou a importância da educação para o cuidado com os oceanos e cunhou o termo “oceania” para se referir à necessidade de uma cidadania, com direitos e deveres das pessoas, em relação à vida oceânica.

“Metade do oxigênio que respiramos vem dos oceanos, também responsáveis pela regulação do clima e por parte de nossa alimentação, com os peixes e frutos do mar. Precisamos, portanto, que mais iniciativas como essa sejam realizadas, especialmente em apoio a pesquisas sobre os impactos ambientais da humanidade nos ecossistemas marinhos”, avaliou o cientista.

Nadador e integrante da equipe de mergulhadores, Richard Max, 18 anos, deixou um recado para a população. “Só queria pedir o que aprendi com minha mãe e minha avó, que as pessoas tenham respeito e educação e não joguem lixo na praia nem na rua, porque o esgoto traz para o mar”, concluiu.

Plantio – Também neste sábado (5), a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Sustentabilidade e Resiliência (Secis), realizou o plantio de 70 mudas de espécies da Mata Atlântica em quatro pontos da cidade. Foram dez mudas de ipê na orla da Boa Viagem; outras dez árvores no Parque da Cidade e 20 na Avenida Centenário, além de 30 mudas plantadas em Praia do Flamengo.

Municípios de Guanambi, Candiba e Pindaí são orientados a proibir realização de festejos juninos

O Ministério Público estadual, por meio da promotora de Justiça Tatyane Miranda, recomendou aos Municípios de Guanambi, Candiba e Pindaí que proíbam a realização de festejos juninos...

Saúde investe meio milhão de reais em requalificações do Samu Salvador em 2021

O período de pandemia exigiu ainda mais dos esforços do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Salvador para obter resolutividade satisfatória nos atendimentos de rotina e...

Receitas juninas: confira opções imperdíveis para fazer em casa

Pelo segundo ano, as festas juninas foram canceladas por causa da pandemia, mas não quer dizer que as comidas típicas não podem ser preparadas. Por isso, a...

Especialistas recomendam vacinas contra doenças mais comuns no inverno

O efeito do clima frio e seco nas mucosas do sistema respiratório e a convivência em ambientes mais fechados estão entre as razões que fazem do inverno...