Bahia é destaque em índice nacional de serviços públicos digitais

A Bahia é o segundo Estado brasileiro com melhor classificação este ano no Índice de Oferta de Serviços Digitais, divulgado pela Associação Brasileira de Entidades Estaduais e Públicas de Tecnologia da Informação e Comunicação (ABEP-TIC) em parceria com o Centro de Liderança Pública (CLP). No ranking geral da pesquisa – que avaliou o desempenho de governos estaduais e distrital – o Estado obteve 87,5 pontos, ficando atrás apenas do Rio Grande do Sul, com 91 pontos.

A performance representou um avanço de mais de 10 pontos em relação ao desempenho obtido na primeira edição da pesquisa, no ano passado, quando a Bahia ficou em quarto lugar na pontuação geral. Além disso, o Estado foi destaque mais uma vez em uma dimensão da pesquisa focada especificamente na capacidade para oferta de serviços digitais.

Nesta dimensão – que analisa questões relacionadas à implementação de um Portal Único ou Portal de Serviços, entre outros fatores que habilitam a oferta de serviços digitais – a Bahia compartilhou com o Rio Grande do Sul, pelo segundo ano consecutivo, o primeiro lugar no ranking. Ambos os Estados obtiveram 45 pontos neste quesito – 4,5 a mais do que o contabilizado em 2020.

“O desempenho positivo é resultado do esforço que o governo baiano vem empreendendo em seu projeto de transformação digital, tanto no que diz respeito às tecnologias embarcadas quanto ao grau de capacitação de nossas equipes e à nossa capacidade de gestão”, avalia o secretário da Administração do Estado, Edelvino Góes.

SAC Digital

Já o diretor de Transformação Digital da Secretaria da Administração (Saeb), Igor Takenami, ressalta que um dos fatores decisivos para a performance do Estado na avaliação nacional é o trabalho realizado por meio da plataforma eletrônica SAC Digital, iniciativa da Saeb em parceria com a a Companhia de Processamento de Dados do Estado (Prodeb).

“O SAC Digital é referência para a administração pública nacional por sua arquitetura integrada; e a performance do Estado neste ranking ajuda a consolidar esta avaliação, além de demonstrar para os nossos órgãos estaduais a importância de aderir à iniciativa, ofertando novos serviços e tornando a plataforma ainda mais relevante”, opina Takenami.

Competitividade

Desde a criação, em 2020, o Índice de Oferta de Serviços Digitais integra a cesta de indicadores do Ranking de Competitividade dos Estados, considerado hoje o principal instrumento de mensuração adotado para monitorar e acompanhar a performance dos 26 Estados e do Distrito Federal nas mais diversas áreas.

A análise para a composição da pontuação no Índice foi feita por meio de um questionário de 23 itens enviados às administrações para avaliar se os principais serviços públicos ofertados são disponibilizados por meios digitais, se esta oferta considera as melhores práticas e se está em conformidade com a legislação vigente para o Governo Digital no Brasil.

Médico acusado de tentar matar ex-companheira em Jardim Armação tem prisão solicitada

O Ministério Público estadual, por meio do promotor de Justiça Davi Gallo, requereu nesta quarta-feira (04/08), à Justiça a decretação da prisão preventiva do médico Rodolfo Cordeiro...

Presente do Dia dos Pais pode trazer sorte na Nota Premiada Bahia

Os presentes de Dia dos Pais podem resultar em prêmios em dinheiro para os participantes da Nota Premiada Bahia. Os consumidores cadastrados no site www.notapremiadabahia.ba.gov.br que inserirem...

Bahia registra 1.906 novos casos de Covid-19 e mais 28 óbitos pela doença

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.906 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,2%) e 2.058 recuperados (+0,2%). O boletim epidemiológico desta quarta-feira (4)...

Dólar cai para R$ 5,18 em dia de decisão do Copom

Num dia de expectativa com a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), o dólar teve leve queda, depois de subir para R$ 5,24 no início da...