Prefeitura de Candeias vai inaugurar a primeira Casa Lar da região para crianças e adolescentes

A Prefeitura de Candeias, inaugurará a Casa Lar – Aldeia Infantis SOS BRASIL, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, na terça-feira (31/08). O serviço visa acolhimento para crianças e adolescentes em vulnerabilidade.

O termo de colaboração se deu através do chamamento público nº 0001/2020, que classificou a organização para prestação do serviço de acolhimento. O objetivo é de assistir crianças e adolescentes de 0 à 18 anos incompletos, que perderam ou que estão em risco de perder o cuidado de suas famílias, por terem sofrido maus tratos, negligências, foram abandonadas ou vivem em situações de vulnerabilidades.

Para a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social Soraia Cabral, trazer a Casa Lar para Candeias é um avanço, “A Secretaria tem acompanhado de perto essas famílias, buscando o melhor para os assistidos. O Município custeia todas as necessidades da Casa Lar com recursos próprios acolhendo ainda mais estas crianças e adolescentes em vulnerabilidade”, afirmou.

O serviço de acolhimento visa deslocar e assistir candeenses que estão sob medida de proteção, que foram retirados do convívio familiar e que estão sendo acolhidas em outros municípios, trazendo-os assim para Candeias, sua cidade de origem. A Prefeitura de Candeias por meio da SEDAS, através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), realiza o acompanhamento destas famílias, possuindo a responsabilidade de financiar com recursos próprios os cuidados com os assistidos.

A unidade de acolhimento possui a capacidade para acolher até 10 crianças e adolescentes de ambos os sexos, inclusive com necessidades especiais, considerando o que está previsto nas Orientações Técnicas dos Serviços de Acolhimento para Crianças e Adolescentes, aprovada através da Resolução Conjunta do CNAS e CONANDA, nº 1, de 18 de junho de 2009.

Com uma equipe composta por coordenador, assistente social, psicólogo, administrativo, cuidadoras residentes chamadas de “mãe social” e assistentes de casa lar, conforme previsto nas normativas do serviço.
A Assistente Social e Coordenadora da Casa Lar, Maria Clara Oliveira, o trabalho é de grande importância, porque atenderá crianças em vulnerabilidade e em situação de risco social, que são Candeenses e estavam sendo acompanhadas em instituições de outros municípios, “Buscando reinseri-os aqui em Candeias seu município de origem, tendo também a possibilidade de resgatar ou fortalecer o vínculo familiar. Com isto, o município passará a ser considerado de grande porte / alta complexidade, por ofertar este serviço tão importante conforme a Política Nacional de Assistência Social”, relatou.

Últimas Noticias

Anatel aprova leilão da exploração do acesso móvel na tecnologia 5G

A diretoria da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou hoje (24), em Brasília, o leilão das faixas a serem...