Tentativa de toque de recolher na Barroquinha após mortes de traficantes

Traficantes de drogas que atuam no Centro Histórico de Salvador ameaçaram comerciantes da Barroquinha e determinaram toque de recolher, na manhã desta segunda-feira (20/09). Revoltados, os trabalhadores promoveram uma manifestação e exigem efetiva atuação da Polícia Militar. A Transalvador recomendou que os motoristas evitem a região. Os ônibus só estão circulando até o Aquidabã.

Informações preliminares apontam que dois criminosos teriam sido mortos no Gravatá, no domingo (19/09. Esse teria sido o motivo para reação dos bandidos. Porém, não há registro na Secretaria de Segurança Públiuca (SSP) sobre homicídios ontem na região.

Fontes do Informe Baiano disseram que há dezenas de viaturas na região e as polícias Civil e Militar promovem um grande cerco contra a criminalidade.

O Departamento de Comunicação Social da Polícia Militar informou em nota enviada ao IB que “segundo informações do 18º BPM, a unidade não foi acionada para atender a ocorrência onde foram encontrados os corpos de duas pessoas, somente para a manifestação”.

Sobre o protesto, relatou que “policiais militares do 18º BPM, com apoio da 2ª CIPM, foram acionados para acompanhar um protesto na região da Barroquinha, na manhã desta segunda-feira (20)”.

“Alguns manifestantes se exaltaram e atiraram pedras em ônibus que passava no local. Esses manifestantes foram identificados e conduzidos para a Central de Flagrantes. O protesto foi finalizado e reiniciado por volta das 11h, no entanto a situação segue controlada. Não há toque de recolher. O policiamento está reforçado no local”, finaliza a PM.

Últimas Noticias