Primeiro caso de variante delta da Covid-19 é confirmado em Lauro de Freitas

A Secretaria Municipal da Saúde (SESA) de Lauro de Freitas, confirmou neste sábado (25), o primeiro caso de contaminação de um morador do município pela variante delta O paciente, de 45 anos, passa bem, segue em isolamento, e não precisou ser internado. O sábado no município também foi marcado pela realização de uma barreira sanitária no Bairro do Aracui. No local foram realizados testes para averiguação de casos de infecção pelo coronavírus.

A Prefeitura de Lauro de Freitas reforça o alerta para o vírus. O município continua realizando campanhas em seu site e redes sociais, destacando a necessidade da população, mesmo após a vacinação, manter todos os cuidados para evitar a proliferação do vírus no município, a exemplo do uso de máscara e álcool em gel. A administração municipal também realiza ações de fiscalização em estabelecimentos autorizados a funcionar, especialmente bares e restaurantes, para evitar ou interromper aglomerações.

Durante a ação realizada na manhã deste sábado (25), 62 pessoas foram testadas. Deste público, 35 apresentaram resultado negativo para a Covid-19, 21 deram IGG positivo e seis positivos para IGG+IGM. Ao chegarem à barreira sanitária, montada em frente ao Ginásio do Aracui, os cidadãos passavam por uma consulta de enfermagem antes da realização do teste rápido dos anticorpos (IGG e IGM) para identificar se seria um caso de infecção em curso.

Os casos confirmados para Covid-19 no teste rápido foram encaminhados para consulta com um médico no mesmo local e para uma segunda testagem, a coleta de RT-PCR, com o uso do swab. De acordo com Daniel de Assis, diretor da Vigilância Epidemiológica (VIEP), o RT-PCR é indispensável para identificar se o paciente está com o vírus sarscov-2 ou alguma variante da doença. O material coletado é enviado para o Laboratório Central da Bahia (LACEN).

“Além da testagem realizada em nossas unidades de saúde, a exemplo do Pronto Atendimento Santo Amaro de Ipitanga, realizamos esta ação nos bairros para identificar possíveis pacientes sintomáticos respiratórios, para retirarmos estes indivíduos de circulação, evitando o convívio social durante o curso da doença, evitando desta forma que a transmissibilidade do vírus aconteça”, declarou Daniel de Assis.

Após o irmão ter testado positivo para COVID-19, Marcelle Fonseca foi ao Ginásio do Aracuí para também passar pela testagem, mesmo já tendo recebido as duas doses da vacina oxford/astrazeneca. “Meu irmão veio fazer o teste e acabou dando IGM positivo, aí trouxe meu outro irmão e meu filho de quatro anos, que também estão com sintomas. Mesmo com a vacina a gente tem que se cuidar, sou da área de saúde e sempre tomo todos os cuidados”, declarou.

Últimas Noticias

Marília Mendonça deixou conteúdos para publicar

Wander Oliveira, empresário de Marília Mendonça, deu uma entrevista ao colunista Leo Dias em que revelou que a artista...