Vice-campeã Miss Universo denuncia racismo e hostilidade em concurso

Vice-campeã do Miss Universo SP e eleita Miss Guarulhos 2020/21, a modelo Ieda Favo fez um desabafo em seu Instagram nesta quarta-feira (06/10). A jovem denunciou um episódio de racismo que sofreu durante o concurso, no último sábado (02/10).

“Tristeza no concurso Miss Universo SP! Só gostaria de relatar alguns dos fatos que de maneira mais profunda me feriram”, escreveu a modelo na legenda do vídeo.

“Coisas horríveis aconteceram e não quero que se repitam com outras pessoas. Deixando bem claro que não tenho interesse na faixa nem na coroa”, relatou Ieda, que ficou em segundo lugar.

Foto: rede social

“Estou aqui em forma de apelo pra que isso não se repita com nenhuma menina. Nunca me senti tão discriminada na minha vida! Desde o primeiro contato sempre tive um contato muito rude, muito hostil por parte da organização” disparou.

Ieda afirmou também que foi maltratada em comparação com outras candidatas. Ela disse que foi colocada para trás nos momentos dos registros e o coreógrafo do concurso chegou a puxá-la forte pelo braço.

“Algumas pessoas me trataram muito mal! E isso comparado às outras candidatas e acabou se estendendo no confinamento. Sempre me pediam pra ficar atrás, no fundo, nos momentos das fotos e vídeos. Quais eram as justificativas? Era por conta da minha cor, porque sou negra? Por conta da minha condição social, da minha cidade?”, questionou Ieda.

Últimas Noticias