Ginecologista acusado de abusar de pacientes durante exames

O médico ginecologista Nicodemos Júnior Estanislau Morais, de 41 anos, foi indiciado pela Polícia Civil por violação sexual mediante fraude. De acordo com a Delegacia de Polícia (DP) de Abadiânia (GO), o inquérito do caso foi concluído nesta sexta-feira (15).

Conforme os investigadores, Nicodemos teria cometido abusos sexuais contra quatro mulheres em uma clínica, durante os meses de julho, agosto e setembro deste ano. Segundo os relatos das vítimas, o médico, que também é obstetra, aproveitava-se da realização de exames para “ter uma conduta não condizente com o momento”.

O médico foi preso preventivamente no último dia 8 e está no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

As conclusões das investigações foram encaminhadas ao Poder Judiciário. A Polícia Civil pediu ainda a manutenção da prisão preventiva do investigado.

Últimas Noticias

De olho no título, Atlético-MG recebe o Fluminense no Mineirão

Tentando confirmar o título da atual edição do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG recebe o Fluminense no estádio do Mineirão,...