A descoberta (surpreendente) sobre exercício físico que talvez não saiba

Atividade física é o melhor remédio para tratar doenças crônicas. De acordo com dados da associação britânica, fazer exercício pode reduzir em cerca de 20% o risco de câncer da mama.

Os mesmos dados mostram que quem é mais ativo tem melhores taxas de sobrevivência (40%). Além disso, corre menos risco de reaparecimento do câncer.

A explicação? “O exercício físico reduz o risco de câncer da mama porque resulta na produção de níveis menores de hormônios sexuais, em particular o estrogênio”, aponta a médica Margaret Wexler, da Breast Cancer. A especialista explica que a elevada exposição ao estrogênio aumenta ligeiramente o risco de câncer da mama.

Wexler diz ainda que o exercício ajuda a reduzir os níveis de insulina. Por outro lado, aumenta a sensibilidade à insulina e o metabolismo da glucose.

No entanto, embora a prática de exercício físico regular possa ajudar a evitar a doença, o risco não desaparece. Isto porque a doença tem uma causalidade multifactorial, como refere a médica Joanna Franks, do The Wellington Hospital, no Reino Unido.

Últimas Noticias

La Casa de Papel: últimos episódios da 5ª temporada estreiam na Netflix

Após muita espera, o assalto mais aguardado dos últimos tempos chegará ao fim. Os últimos cinco episódios de La...