Prefeitura abre vagas de estágio para estudantes de Ensino Médio

A Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), abre 66 vagas de estágio para estudantes de nível médio, para atuarem sob supervisão nos órgãos e entidades da administração direta e indireta do Município. As inscrições começam às 8h da quinta-feira (9) e seguem até as 17h do próximo dia 13, pelo site estagiosemge2021. salvador. ba. gov. br .

São 66 vagas, sendo 30 para o turno matutino e 30 para o turno vespertino, além de três vagas para pessoas com deficiência, em cada turno. A carga horária do estágio é de quatro horas e a bolsa auxílio é de R$494,94, além do transporte.

Para participar, o estudante tem que ter no mínimo 16 anos, completados em 1° de fevereiro de 2022, estar cursando o 1°ou 2° ano do Ensino Médio em instituição de ensino público ou privado, reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e ter cadastro no Instituto Euvaldo Lodi (IEL). A prova on-line e objetiva será no dia 21 deste mês.

Educação profissional – O Programa de Estágio da Prefeitura Municipal do Salvador foi instituído pelo decreto municipal nº 29.633, de 12 de abril de 2018. Tem por objetivo proporcionar ao estudante complementação educacional e prática profissional, mediante sua efetiva participação, de forma supervisionada, no desenvolvimento de ações e planos de trabalho, compatíveis com sua escolaridade.

Segundo a chefe do setor de Estágios da Semge, Alessandra Conceição, a bolsa auxílio, oferecida pela Prefeitura, ajuda na renda familiar dos estudantes. “A experiência é transformadora, destacando a vivência do mundo do trabalho, que para muitos é a primeira como profissional”.

Segundo a gestora, nos vários órgãos da administração, os jovens também têm a oportunidade de conhecer pessoas e se identificar com o trabalho na área pública, podendo escolher como carreira no futuro.

Últimas Noticias

Risco de conflito na Europa e EUA adotam medidas para proteger famílias de diplomatas

Famílias de diplomatas dos Estados Unidos (EUA) em Kiev deverão abandonar suas residências na Ucrânia "devido à ameaça persistente...