Furtos de grelhas e tampas de ferro causam prejuízos e riscos à população

A Secretaria de Manutenção da Cidade (Seman) teve um prejuízo estimado em quase R$100 mil, no ano passado, apenas com o reassentamento de tampas em ferro fundido dos poços de visita e na reposição de grelhas de sarjeta em Salvador. Esses dispositivos fazem parte do sistema de drenagem de águas pluviais. As grelhas ajudam no escoamento das águas e impedem que objetos caiam nas galerias e ramais, e os poços de visita dão acesso às redes de serviço subterrâneo, córregos e rios canalizados e cobertos.

Ao todo, 865 tampas de ferro fundido foram assentadas em 2021, entre as quais cerca de 61 foram furtadas. O total de grelhas colocadas no mesmo período foi 879, das quais uma média de 132 foi furtada. O diretor de Manutenção da Infraestrutura Urbana, Marcílio Bastos, afirma que o maior índice de furtos ocorre na Península de Itapagipe (principalmente na região da Colina Sagrada, Humaitá e Praça Irmã Dulce) e na orla (principalmente no trecho de Itapuã).

Foto: Ascom/Seman

O último furto registrado pela Seman ocorreu na Rua Nilo Peçanha, na última quinta-feira (13). A grelha foi reposta no dia seguinte pelas equipes. Uma grelha especial também está sendo encomendada para a Cidade Baixa, trecho próximo à praia da Ribeira, devido à reincidência do furto. O Largo do Bonfim, reformado há dois anos, também foi alvo recente da ação criminosa.

Foto: Ascom/Seman

“Os furtos são mais recorrentes nessas áreas mais públicas. Nas áreas mais residenciais, a frequência é menor, porque os moradores tomam conta. Quando fazemos a substituição, nós pedimos ajuda aos moradores e comerciantes para auxiliarem na fiscalização e isso tem dado um resultado muito positivo. Por outro lado, a ação tem sido um grande desafio e merece uma atenção especial da Polícia Militar”, alerta Bastos.

Ele lembra que os furtos provocam prejuízos em diversos aspectos. “São dispositivos utilizados geralmente em áreas onde as pessoas transitam, seja caminhando, de bicicleta ou com veículo. Uma vez que um equipamento desse é furtado, o local se torna uma área de risco de acidentes. Outro problema é que a ausência dos dispositivos facilita a entrada de resíduos, provocando as obstruções no sistema e os alagamentos. Além disso, o valor que a Prefeitura investe na reposição é um valor público que poderia estar sendo investido em melhorias para a cidade”.

Solicitação – A população pode informar o furto e solicitar o reparo dos dispositivos através do telefone 156, do aplicativo Fala Salvador ou do portal www.falasalvador.ba.gov.br . O pedido pode ser feito também presencialmente nas Prefeituras-Bairro, com agendamento a ser feito pelo site www.horamarcada.salvador.ba.gov.br .

Últimas Noticias

Ministério da Economia mantém previsão do PIB em 1,5%

O governo federal alterou para cima a previsão da inflação deste ano. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo...