Kannário alerta para casos de feminicídio, defende medidas para inibir crimes e incentiva que mulheres denunciem

O deputado federal Igor Kannário alertou nesta sexta-feira (20) para os casos recentes de feminicídio na Bahia e defendeu a adoção de medidas para inibir estes crimes contra mulheres. Para o deputado, é preciso discutir o endurecimento das punições e ampliar as ações preventivas para evitar que os autores fiquem impunes.

“Ano após ano, dia após dia, nos vemos os casos de violência contra a mulher aumentar. Mesmo com a lei Maria da Penha, o feminicídio não para de subir. Até quando vamos ter que conviver com isso? Precisamos tomar ações”, disse Kannário, que incentivou a denúncia de casos de violência contra a mulher em todo o estado.

Kannário defendeu que a Polícia Militar seja mais rigorosa com agressores de mulheres, tanto com punições mais duras, mas com ações mais práticas, como a restrição ao porte ou posse de arma de fogo ao agressor da mulher e leis que facilitem, por exemplo, os canais de denúncias para as vítimas.

“A segurança pública e a justiça precisam fazer os seus papéis, ser mais duros, e a população também. É imprescindível denunciar desde a primeira violência sofrida. O ciclo de violência pode iniciar na agressão moral, com xingamentos e humilhações, evoluindo para o abuso psicológico, até chegar a lesão física e morte. A denúncia é fundamental”, defendeu Kannário.

Três casos chamaram a atenção nesta semana. Em Vereda, no Sul do estado, uma adolescente de 16 anos foi morta a facadas. O suspeito é o ex-namorado dela, segundo a polícia. Em Ipirá, uma mulher de 40 anos foi assassinada a tiros na frente das filhas. O suspeito é o ex-marido dela. Em Lauro de Freitas, uma comerciante foi encontrada morta em sua casa, e o suspeito do feminicídio é o marido da vítima.

Últimas Noticias

Semob realiza operação conjunta de combate ao transporte clandestino

A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) comandou, nesta sexta-feira (20), mais uma operação de combate ao transporte clandestino em...