Exemplo de imagem responsivaGoverno do Estado da Bahia
Informe Baiano
Exemplo de imagem responsiva Prefeitura de Salvador

O drible! Problema maior de ACM Neto não foi perder o MDB e sim a Câmara

A base de ACM Neto perder o MDB para o PT já era algo previsível. O que poucos imaginavam era a investida contra a Câmara Municipal de Salvador, na figura do presidente Geraldo Júnior (MDB), um dos principais aliados do prefeito Bruno Reis (União Brasil).

Geraldo nunca escondeu o desejo de integrar uma chapa majoritária e sempre deixou claro que não deixaria o cavalo selado passar. Duvidaram. Será vice-governador de Jerônimo Rodrigues (PT). Se perder a eleição, continua com o controle da Câmara Municipal de Salvador, já que ontem conseguiu êxito na manobra da reeleição, onde coloca seu fiel escudeiro, Carlos Muniz, na vice-presidência. Agora, pela primeira vez em mais de 20 anos, a Casa Legislativa poderá ter a Oposição no comando da Casa Legislativa. Lá na frente Geraldo ainda tem outra carta na manga: disputar em 2024 a prefeitura ou ser vice-prefeito em uma eventual chapa liderada pelo atual governador Rui Costa (PT). Aí já são outros quinhentos.

Ao Informe Baiano, aliados do União Brasil já contavam com a saída do MDB do grupo e alguns até diziam: “Já vai tarde”. Mas poucos imaginavam que Geraldo e outras peças-chaves do partido também fazem parte da operação MDB, conforme foi descrita por este informativo na edição da última segunda-feira (28/03).

A ideia foi elaborada inicialmente e exclusivamente pelo senador Jaques Wagner (PT) e pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB). Coube ao ex-deputado Lúcio Vieira Lima a missão de entrar em campo e transformar a estratégia em realidade. Deu certo. Inclusive, vereadores receberam ligações de Wagner e de uma importante figura dos bastidores. Agora o MDB consegue seu principal objetivo: ter deputados federais e estaduais. Já estão certos para entrar no partido: Uldurico Júnior, Fábio Vilas-Boas e Ricardo Maia. Juntos, eles alcançam ao menos 250 mil votos para a Câmara Federal. Mais os votos de legenda e outros mais, já são duas cadeiras garantidas. Na ALBA a conta também é positiva e o MDB deverá filiar quatro deputados. A disputa de Outubro promete, muita água vai rolar por debaixo dessa ponte.

Fundação Jose Silveira
Prefeitura Porto Seguro

Populações periféricas são mais vulneráveis à dengue

"O meu homem-aranha está amuado, tristinho. É tão estranho”. A auxiliar de serviços gerais Juliana Pereira, de 28 anos...