“Existe hoje uma consciência enorme no coração dos baianos, que querem mudança”, diz ACM Neto

Em Ponto Novo, pré-candidato a governador se comprometeu a retomar distrito de irrigação que tem sofrido com abandono de empresas

O pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) disse nessa quinta-feira (23) que “existe hoje uma consciência enorme, coletiva, no coração dos baianos, que querem, acima de tudo, mudança”. O ex-prefeito de Salvador visitou nesta quinta-feira (23) a cidade de Ponto Novo, onde se comprometeu a retomar distrito de irrigação que tem sofrido abandono de empresas por falta de manutenção do estado.

Neto reagiu a uma declaração de Thiago Gilleno (PSD), prefeito de Ponto Novo, que declarou apoio à sua pré-candidatura: “Neto, eu sempre votei no PT e essa vai ser a primeira vez em que vou votar fora do grupo. Porque eu percebi que o povo da Bahia está cansado de promessas, quer uma mudança. E nada mais justo que eu represente a vontade do povo: todo mundo quer ACM Neto”.

“Thiago falou uma coisa que tenho ouvido em muitos lugares, e não só de prefeitos, mas do povo. E, quando você para para analisar, 16 anos é muito tempo, é uma vida. É tempo demais para continuar aceitando promessas, eles tiveram 16 anos para fazer e não fizeram”, respondeu Neto.

O ex-prefeito de Salvador disse que, nos mais de 140 municípios da Bahia que percorreu desde o ano passado, tem notado que os baianos despertaram para os problemas do estado.

“Hoje, existe uma consciência enorme, coletiva, no coração dos baianos, que querem, acima de tudo, mudança. E os baianos sabem que essa mudança não vai ocorrer com o grupo que está aí há 16 anos. Não vamos desfazer o que foi feito, o que tiver de bom vamos preservar. Mas chegou a hora de ter o melhor governo do Brasil”, completou.

Em especial, pré-candidato e prefeito citaram duas promessas que não foram cumpridas. Retomar o projeto de irrigação de Ponto Novo, responsável pela base da economia agrária do município, que não passou por manutenção nos últimos 16 anos e tem sofrido um abandono de empresas. E a construção da rodovia que liga a cidade à vizinha Caldeirão Grande, beneficiando agricultores.

“Ontem, vi um vídeo do governo igualzinho ao que fizeram comigo. Sabendo eles que a partir de 3 de julho não se pode fazer mais nada, disseram que vão fazer a estrada. E tenho certeza que, com a mudança, teremos o fim desse abandono ao nosso distrito irrigado. Porque eles não sabem que essa obra transformou a história de Ponto Novo. Mas que, nesses 16 anos, só teve destruição”, citou Thiago Gilleno.

O pré-candidato do União Brasil se comprometeu a retomar a irrigação e construir a estrada. Neto citou que, são descasos como esse que contribuem para que a Bahia seja campeã nacional de desemprego. “Aqui está uma prova do trabalho que não é feito pelo interior do estado: os reassentamentos, por toda a Bahia. Aqui em Ponto Novo podia ter irrigação. É preciso água para sustentar a mulher e o homem do campo”, disse.

Agenda
Além de Thiago Gilleno, ACM Neto foi recebido em Ponto Novo pelos prefeitos Candinho Guirra (PP), de Caldeirão Grande, e Louro Maia (União Brasil), de Filadélfia. Após percurso pela cidade, eles realizaram um ato político na cidade.

Nesta quinta, o pré-candidato ainda visita Senhor do Bonfim, onde encontrará o prefeito Laércio Júnior (União Brasil) na festa de São João da cidade. No sábado (25), vai a Santo Antônio de Jesus e no domingo (26) a Rio Real.

Últimas Noticias

Anvisa proíbe uso do fungicida carbendazim em produtos agrotóxicos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (8) por unanimidade a proposta de Resolução da Diretoria Colegiada...