Coluna do Meio: Bolsonaro e Lula na Bahia em 2 de Julho; Números sobre as disputas de 2014 e 2022; e o “Prefeito Ninja”

1. Jair x Luiz: os dois pré-candidatos a presidente que simbolizam a popularização nacional vão estar na Bahia nos festejos do 2 de Julho. Porém, nenhum dos dois vão desfilar na Lapinha. Conforme fontes do Informe Baiano, o petista vai participar de um evento fechado na Arena Fonte Nova, às 11h. Já Bolsonaro vai sair do Dique do Tororó com sua “motociata”, às 9h.

2. Comparação 2014 x 2022:

2.1. O Informe Baiano fez alguns levantamentos sobre o cenário eleitoral desses dois momentos. Em 2014, assim como 2022, o PT contava com nomes desconhecidos do grande público. A diferença é que o então candidato ao governo Rui Costa, com a articulação de Jaques Wagner, contava com 23 prefeitos nas 30 maiores cidades. Em contrapartida, Paulo Souto, seu principal adversário, tinha apenas seis. Lídice, que também disputou a eleição majoritária, contava com um.

2.2. Na eleição desse ano, o cenário é completamente diferente. ACM Neto tem o apoio de 18 gestores nas 30 maiores cidades da Bahia e Jerônimo conta com 9. Já João Roma tem um apoio confirmado. Há ainda dois gestores que a tendência é seguir com o pré-candidato do União Brasil.

2.3. Portanto, no ano de 2014, apesar de Rui ser desconhecido, há claramente um desequilíbrio político. Somados aos prefeitos, o petista contava também com a máquina federal, que tinha Dilma como candidata à reeleição.

3.Prefeito Ninja: Pequeno Sales, de Catu, mostra a cada dia que é um gestor desbloqueado e extremamente preocupado com o futuro do seu município. Ele apoia para deputado federal os “sociais democráticos” Paulo Magalhães e Diego Coronel, o comunista Daniel Almeida e ainda vai dar uma lembrança para Roberta Roma. Para governador, fecha com o bolsonarista João Roma, mas também não abre mão do independente ACM Neto e do petista Jerônimo Rodrigues. Sobre os pré-candidatos ao Senado, Pequeno goza de excelente relação com Cacá Leão, Otto Alencar e Raíssa Soares. Portanto, o homem tem voto para todo o mundo.

4. Portabilidades em alta: uma prefeita da região do Sisal já liberou sua base eleitoral para conversar com o time de ACM Neto e deverá declarar apoio ao pré-candidato do União Brasil em julho. O mesmo acontece com um gestor da região do Vale do Jiquiriça.

5.Olha ele aí: Lúcio Vieira Lima participou de um encontro multipartidário, na Fazenda Palmeira, em Amargosa, durante os festejos juninos. Lulista, o ex-gordelícia colocou na mesa o pré-candidato ao governo João Roma e sua esposa Roberta; o deputado estadual netista Robinho; e o neobolsonarista Rosalvinho Sales. O presidente de honra do MDB, que já assinalou mais de 220 mil votos nas urnas, deve ajudar Rosalvinho discretamente com umas bases no interior. Em postagem no Instagram, Lúcio assinalou que “depois de muitas análises fiquei feliz porque sair convencido que terei mais um amigo na Assembleia Legislativa e que será com toda certeza um grande parlamentar, o amigo Rosalvinho ou melhor, o DEPUTADO ROSALVO”.

6. Um assessor parlamentar chamou esse colunista atenção para um detalhe que é um dificultador para ACM Neto, o número da campanha. “Antes ele tinha o 25 na cabeça que as pessoas já conhecem. Agora é outro número, o 44. Ele vai perder muito tempo na televisão para martelar isso na cabeça do povo, ao contrário do PT que tem o 13 e do PSOL que tem o 50. Roma com o 22 vai ter dificuldade, mas nem tanto porque ele tem um forte apoiador para presidente, que é Jair Bolsonaro”.

7. Fala povo/Mário de Juazeiro: “Hoje a gente ver o voto de Bolsonaro e antes não tinha. O PT vem perdendo a credibilidade. Aqui o PT perdeu a prefeitura e Suzana Ramos (PSDB) teve mais de 30 mil votos de frente contra Paulo Bonfim. E aqui ainda teve outro candidato forte, que foi Coronel Anselmo Bispo (então DEM) com 12 mil votos. Ou seja, se não tivesse Coronel Anselmo seriam mais de 50 mil votos de frente. Fizeram um evento aqui e para colocar gente teve que trazer 10 ônibus de Sento Sé”.

8. Adriano Meireles, pré-candidato a deputado estadual: “Eu sinceramente estou vendo o cenário melhorar mais ainda para ACM Neto. Eles estão no mar esperando a onda ideal, mas a onda ideal já passou. O povo está dizendo que vai votar com Lula e Neto ou Bolsonaro e Neto. O povo não vai mais votar em time, não. O povo está muito consciente. Eu estou rodando a Bahia toda e esse é o sentimento que tenho”.

9. Benito Gama, que vai disputar mais uma vez o cargo de deputado federal, acredita que deve ficar na sexta posição e garantir uma vaga na Câmara. O problema é que seu partido, o PP, só deve eleger quatro federais.

10. Extremo Sul: Um prefeito que era coiote nos Estados Unidos tem chamado atenção pelas volumosas articulações através de um “esquema consórcio”. É bom o Ministério Público ficar ligar porque o negócio é brabo e onde tem fumaça há fogo. O esquema é pesado.

Últimas Noticias

Eleições 2022: veja o que pode ou não no dia da votação

Faltam 50 dias para as Eleições 2022, e a Justiça Eleitoral já começou a reforçar para o eleitor, principalmente...