Conheça medidas de autoproteção que a população deve tomar em casos de alagamento

No Brasil, os desastres naturais hidrológicos, especialmente os alagamentos, estão entre os mais frequentes. Diante dessa realidade, a Defesa Civil Nacional recomenda uma série de medidas de autoproteção que a população deve tomar em caso de ocorrências desse tipo.

Segundo a Classificação e Codificação Brasileira de Desastres (Cobrade), os alagamentos são caracterizados pela extrapolação da capacidade de escoamento de sistemas de drenagem urbana e consequente acúmulo de água em ruas, calçadas ou outras infraestruturas urbanas, em decorrência de chuvas intensas.

Para minimizar os impactos do desastre, a Defesa Civil Nacional orienta para ações a serem adotadas antes, durante e após os alagamentos.

Antes do desastre

– Procure a prefeitura para saber se sua casa está localizada em uma área de risco

– Antes da época de chuvas, mantenha as calhas e os ralos limpos

– Acione a prefeitura se tiver informações sobre bueiros entupidos ou destampados

– Retire o lixo e coloque-o em áreas de descarte adequadas, sem risco de alagamentos

Durante o desastre

– Procure informações sobre o histórico de alagamentos da cidade

– Se houver risco de alagamentos ou inundações na região, coloque documentos e objetos de valor em sacos plásticos bem fechados e em locais protegidos da água

– Coloque móveis e utensílios diversos em lugares altos

– Desligue aparelhos elétricos e o quadro geral de energia e feche o registro de entrada da água

– Fique atento ao nível da água, inclusive à noite

– Tenha sempre lanternas e pilhas em condições de uso

– Monte um kit com água potável, roupas e remédios caso tenha que deixar a casa com urgência

– Se precisar deixar o endereço, procure abrigos indicados pela prefeitura ou casas de parentes e amigos

Após o desastre

– Auxilie crianças, idosos e pessoas com dificuldade de locomoção

– Garante segurança aos animais de estimação

– Evite contato com a água dos alagamentos, ela pode estar contaminada e provocar doenças

– Nunca atravesse pontes, ruas ou avenidas alagadas, mesmo estando de carro, moto ou bicicleta

– Se estiver no trânsito, utilize os serviços de rádio ou aplicativos para traçar rotas que evitem áreas alagadas

– Preferencialmente, procure um local alto e espere o nível da água baixar

Os desastres naturais hidrológicos também incluem as inundações e as enxurradas. O primeiro é caracterizado pela submersão de áreas fora dos limites normais de um curso de água em zonas que normalmente não se encontram submersas. O transbordamento ocorre de modo gradual, geralmente ocasionado por chuvas prolongadas em áreas de planície.

Já as enxurradas ocorrem devido ao escoamento superficial de alta velocidade e energia, provocado por chuvas intensas e concentradas, normalmente em pequenas bacias de relevo acidentado. O desastre é caracterizado pela elevação súbita das vazões de determinada drenagem e transbordamento brusco da calha fluvial, além de apresentar grande poder destrutivo.

Últimas Noticias

Bares e restaurantes têm o melhor desempenho do ano em julho

Bares e restaurantes têm o melhor desempenho do ano em julho, mas número de estabelecimentos com prejuízo ainda preocupa,...