Exemplo de imagem responsivaGoverno do Estado da Bahia
Informe Baiano
Exemplo de imagem responsiva Prefeitura de Salvador

Alan Sanches pede que secretária de Saúde vá à AL-BA apresentar plano de trabalho sobre fila da Regulação

O deputado estadual Alan Sanches (União Brasil), líder da bancada da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), voltou a criticar a atuação do governo da Bahia na gestão de fila de regulação de saúde e pediu que a secretária responsável pela pasta compareça à Casa para apresentar as medidas que a nova administração pretende tomar.

“Queria fazer uma solicitação, sem cor partidária nesse momento, que a gente pudesse avançar nesse tema da regulação e trazer a nossa secretária de Saúde do Estado, Roberta Santana, e pudesse fazer uma explanação, debate ou o que ela quisesse sobre o que a Bahia e o governo do Estado tem feito para que a gente possa solucionar de vez a regulação no estado da Bahia. Já passou da hora de ser chamada de fila da morte, tem que ser chamada fila da vida”, disse o deputado, durante pronunciamento na sessão plenária desta terça-feira (7).

Sanches apresentou dados sobre o volume diário de pacientes que lotam as unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em Salvador enquanto aguardam pela regulação.

“Foram feitos mais de sete hospitais, mas a regulação continua com a mesma dificuldade. Existem dias que mais de 250 pessoas amanhecem nas UPAs de Salvador esperando regulação, ou para exame ou para alguma transferência para tratamento angiológico, que está uma dificuldade tremenda no estado da Bahia, ou para qualquer outro tratamento, seja vascular, cardiológico, neurológico”, listou.

“Eu peço que, independente de coloração partidária, a gente possa aqui se unir, debater, discutir e ajudar a secretaria de Saúde a resolver esse problema, que não é da oposição, não é da situação, é dos baianos. É um problema gravíssimo, e que eu não vi até o momento se debater isso nem que o governo do estado desse uma linha com a solução que ele pretende trazer”, reforçou, ao lembrar que, apesar de nova, a gestão do governador Jerônimo Rodrigues (PT) representa a continuidade de 16 anos consecutivos do mesmo grupo político no poder.

O líder da oposição lembrou ainda que no governo passado, o ex-secretário construiu uma central de regulação num prédio anexo à secretaria da Saúde apostando na proximidade das unidades, “que era só atravessar o corredor para resolver o problema da regulação, mas não foi. Não é dessa forma. Nós precisamos de sistema, precisa que a gente tenha gestão de leitos para transferir os nossos pacientes”, cobrou Alan Sanches, que também é médico.

“Eu desafio os deputados que estão aqui em plenário quem não recebeu esta semana um pedido de transferência e regulação. Isso não pode continuar acontecendo”, acrescentou.

Fundação Jose Silveira
Prefeitura de Juazeiro

Populações periféricas são mais vulneráveis à dengue

"O meu homem-aranha está amuado, tristinho. É tão estranho”. A auxiliar de serviços gerais Juliana Pereira, de 28 anos...