Exemplo de imagem responsivaGoverno do Estado da Bahia
Informe Baiano
Exemplo de imagem responsivaGoverno do Estado da Bahia

Casa invadida, cachorrinhos furtados e família desesperada em Periperi

Os cachorrinhos Zeca e Juca estão desaparecidos desde a última quinta-feira (06/07) e pertencem a uma idosa de 71 anos, Raimunda Jeane, que recentemente perdeu o marido e encontrou nos pets um conforto para enfrentar o luto. O caso aconteceu no bairro de Periperi, subúrbio ferroviário de Salvador, quando a família teve sua casa invadida e seus dois animais levados.

A neta de dona Raimunda, Amanda, contou com detalhes o que aconteceu enquanto elas estavam viajando. Os filhotinhos ficaram sob os cuidados de sua mãe, que saiu apenas para trabalhar e foi surpreendida ao retornar para casa. Por volta das 21h, ela chamou pelos cachorros e eles não responderam. “Foi então que encontrou a casa arrombada, portas quebradas, quartos revirados e, para piorar, os cachorros haviam sido levados”, contou Amanda.

Os cachorrinhos de apenas 8 meses são uma mistura de raças, entre Boxer e Pug. Segundo Amanda, Raimunda Jeane tem um vínculo muito forte com os bichinhos e ficou profundamente abalada com o ocorrido.

“Minha avó ficou desesperada, chorou muito! Fizemos buscas por toda a região de Periperi, colocamos cartazes. Ela nem se importou com os objetos roubados, só quer ter seus cachorros de volta”, relatou a jovem.

A família está desolada com o recente desaparecimento de seus queridos cachorrinhos, Zeca e Juca. Eles acreditam que ladrões tenham se aproveitado da casa vazia para furtá-los com a intenção de vendê-los. Amanda, expressou sua preocupação, afirmando que os ladrões perceberam que os cãezinhos são de raça e provavelmente os levaram para comercializá-los: “Os filhotes, ainda pequenos e indefesos, são conhecidos por serem carinhosos e animados com todos ao seu redor”.

Diante dessa situação angustiante, a família decidiu oferecer uma recompensa para quem encontrar Zeca e Juca. No entanto, seu principal foco está no bem-estar de dona Raimunda, matriarca da família, que está profundamente abalada com o desaparecimento dos animais. O impacto emocional foi tão grande que ela tem enfrentado dificuldades para se alimentar.
“Ela não tem nem vontade de comer após o ocorrido”, compartilhou a neta, evidenciando a extensão do abalo emocional causado pelo desaparecimento dos cachorrinhos.

A família deixou um número de contato para quem tiver informações sobre o paradeiro dos cachorrinhos ou sobre os responsáveis pelo furto: (71) 99346-7169. Qualquer informação sobre os animais também pode entrar em contato com a polícia através do 181.

Prefeitura Luis Eduardo Magalhães
Prefeitura Municipal de Savaldor

Populações periféricas são mais vulneráveis à dengue

"O meu homem-aranha está amuado, tristinho. É tão estranho”. A auxiliar de serviços gerais Juliana Pereira, de 28 anos...