Prefeitura Municipal de Savaldor

ASSASSINO: Segurança que matou estudantes no Lobato condenado a 42 anos de prisão

O segurança Júlio César de Jesus Perpétuo foi condenado a 42 anos de prisão pelo assassinato de dois jovens e por deixar um rapaz paraplégico. Ele atirou nas vítimas em uma plataforma de trem do bairro do Lobato, em abril 2017.

O vigilante brigou com Deivid Barreto, de 16 anos, e Cleidson Santos, de 15, que estavam a caminho da escola, porque os jovens mantinham as portas do trem abertas. No retorno da aula, as vítimas encontraram o vigilante mais uma vez, momento em que houve uma nova discussão. 

Júlio César sacou uma arma e efetuou vários disparos de arma de fogo nos estudantes. À época, o bandido confessou a autoria dos crimes e alegou legítima defesa. Ele não tinha autorização para trabalhar armado e passou apenas um ano preso. Os familiares das vítimas comemoraram a decisão da Justiça.

Prefeitura Luis Eduardo Magalhães
Prefeitura Municipal de Savaldor

Novas tecnologias impulsionam a produção agrícola em comunidade rural de Belo Campo

Na busca por maximizar a produtividade e otimizar os processos agrícolas, agricultores e agricultoras familiares da Associação do Jatobá,...