Prefeitura Municipal de Savaldor

Prefeitura fecha 2023 com novas escolas, centro de formação de professores e fomento à Educação Digital

A Prefeitura de Salvador fechou o ano de 2023 tendo inaugurado oito novas escolas e iniciado a obra de outras 16 unidades de ensino. Além disso, a Secretaria de Educação (Smed) criou o inédito Centro de Formação Emília Ferreiro, que vai oferecer qualificação continuada para o corpo docente, lançou o Programa Dinheiro Direto na Escola Soteropolitana (PDDES), que vai dar autonomia aos gestores escolares, e fomentou a Educação Digital por meio de campanhas para uso das plataformas Tech4Kids e AVA.

Também foi o ano de lançamento do programa Nossa Escola, que reúne 11 ações nos eixos Cuidar, Alfabetizar e Formar. Entre elas, a instalação de internet de banda larga em 300 escolas da capital baiana, a contratação de 40 psicólogos para darem apoio emocional aos profissionais da rede municipal de ensino, a criação da Ronda Escolar Humanizada e a contratação de 1,5 mil estagiários para darem suporte aos educadores em atividades que recuperem o aprendizado perdido em função da pandemia.

Para o titular da Smed, Thiago Dantas, o balanço de 2023 foi positivo. “Avançamos também com o aumento da oferta de vagas, a partir da criação de novas unidades, e da ampliação de convênios e parcerias. Mas, principalmente, tivemos a melhoria da qualidade pedagógica da nossa rede. São muitas ações que, com certeza, fazem toda a diferença na qualidade de aprendizado dos nossos alunos e no acolhimento de toda a comunidade escolar”, frisa.

Infraestrutura – A gestão municipal investiu R$88 milhões na inauguração de oito escolas, entre construídas e reconstruídas. Na lista, estão unidades como a Visconde de Cairu, em Paripe, a Anfilófio de Carvalho, em Periperi, a Carmelitana do Menino Jesus, no Uruguai, e outras em Valéria, Cajazeiras V, Brotas e Largo do Papagaio.

Em dezembro, o prefeito Bruno Reis assinou as ordens de serviço para a reconstrução de mais 16 escolas, num investimento de mais de R$200 milhões. Entre elas, a Escola Municipal Zacarias Boa Morte, em Pero Vaz, Conselheiro Luiz Rogério, em Rio Sena, a Jesus de Nazaré, em Sussuarana, a maria Constança, em Mata Escura, e outras nos bairros de Paripe, Cajazeiras, Coutos, Paripe, Dom Avelar, Cajazeiras VI, Alto das Pombas, Cajazeiras VIII, Capelinha de São Caetano e na região da Ceasa.

Vagas – Todas as escolas inauguradas ou em construção pela Prefeitura terão um aumento no número de vagas, expandindo o alcance da rede municipal. No ano de 2023, foram matriculados nas 422 unidades de ensino em funcionamento 139,5 mil alunos, sendo 25,2 mil crianças na Educação Infantil, 79,1 mil nos anos iniciais do Ensino Fundamental, 25,4 mil nos anos finais do Ensino Fundamental e 9,7 mil na Educação de Jovens e Adultos (EJA), conforme dados preliminares do Censo Escolar.

Além da rede própria, 13 mil crianças foram matriculadas em escolas privadas credenciadas pela Prefeitura por meio do Projeto Pé na Escola e cerca de 14,8 mil por meio de parcerias firmadas com instituições educacionais sem fins lucrativos.

Formação – Ciente da importância da capacitação dos profissionais que integram a rede de ensino municipal, foi inaugurado o Centro de Formação de Professores Emília Ferreiro, um inédito equipamento na capital baiana para desenvolver um trabalho de capacitação dos educadores. A estrutura ocupa três andares do Ed. Civil Towers, na Rua Arthur de Azevêdo Machado, no Costa Azul.

O centro é o mais inovador e tecnológico do Norte e Nordeste. Além de ter salas específicas para treinamento em ferramentas digitais, como o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e a plataforma Tech4Kids, o equipamento conta com sala de informática, estúdio de gravação, espaço para videoaulas e um moderno sistema multimídia integrado que possibilita a transmissão simultânea das atividades desenvolvidas.

Nossa Escola – O programa, que visa sobretudo repor as perdas educacionais provocadas pela pandemia e melhorar a qualidade de ensino na capital baiana, foi lançado em maio pela Smed. São 11 ações, entre elas as contratações de 40 psicólogos para dar assistência emocional aos docentes, de 1,5 mil estagiários para o Programa de Apoio ao Aprendizado (PAAP), que ajudarão os professores na execução de atividades em sala de aula, e de 400 profissionais para integrarem o programa Agentes da Educação Aluno Presente, que vai acompanhar a frequência das crianças nas unidades de ensino.

O Nossa Escola prevê ainda a elaboração de um material didático específico para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e a atualização do conteúdo pedagógico aplicado na rede municipal de ensino. Outra ação é o início da Ronda Escolar Humanizada, na qual agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) vão zelar pela segurança das unidades de ensino. Além disso, 60 escolas que eram alvo de vandalismo e de furtos receberam câmeras de videomonitoramento, zerando tais ocorrências.

Completando as estratégias do Nossa Escola, 300 das 430 escolas da rede municipal de ensino agora contam com conexão de banda larga com a internet. As demais 130 serão beneficiadas pela implantação da Infovia da Cidade Inteligente. Reforçando a Educação Digital, foram entregues 388 chromebooks para professores e coordenadores pedagógicos e 29 mil tablets para estudantes do Ensino Fundamental.

Educação Digital – A Smed lançou em 2023 a campanha Letramento Digital na Sala de Aula: Trilha para o Futuro!, premiando educadores que se destacarem no uso da plataforma Tech4Kids. A primeira fase ocorreu de 1° de outubro a 30 de novembro, e os vencedores receberam entradas para um show exclusivo de Carlinhos Brown. Foram distribuídos 1,5 mil ingressos com direito a acompanhante.

A segunda fase da campanha se inicia em 15 de fevereiro de 2024 e se encerra em 30 de abril. Nela, os prêmios são 30 viagens para a cidade de São Paulo, onde os contemplados participarão de um congresso de Educação e Tecnologia, além de terem dias livres para lazer e entretenimento. Nesta etapa também estão previstas 10 viagens para Lisboa, com programação que envolve conhecer empresas de tecnologia e visitar escolas.

Ainda nesse campo, 56 alunos de 10 a 14 anos de 14 escolas municipais foram premiados na Cerimônia Nacional da Maratona Tech, competição educacional de tecnologia que visa estimular os estudantes na carreira digital.

PDDES – Em novembro, foi lançado o Programa Dinheiro Direto na Escola Soteropolitana (PDDES), que vai liberar, a partir de janeiro de 2024, R$15 milhões para as mais de 400 escolas da rede municipal, que terão autonomia para usarem os recursos em pequenos gastos, como reparos e reposição de materiais didáticos.

O objetivo é reduzir a burocracia e dar mais autonomia e celeridade às escolas para resolução de problemas corriqueiros da operação. Além disso, os gestores terão maior liberdade para desenvolverem atividades pedagógicas como encontros, exposições, aulas de campo, entre outras.

Investimentos – Até outubro de 2023, foram investidos mais de R$ 98 milhões em alimentação escolar, sendo R$76 milhões de recursos próprios do município. Foram adquiridos mais de R$6 milhões em produtos da agricultura familiar. Todo esse processo é acompanhado por 60 nutricionistas e 978 manipuladores de alimentos, que garantem o cumprimento do cardápio.

Além disso, foram distribuídos cerca de 52 mil itens de jogos e brinquedos educativos para as unidades que atendem educação infantil na Rede Municipal, totalizando R$4,94 milhões.

A Prefeitura ainda investiu cerca de R$13,8 milhões na aquisição de novos bens, incluindo ventiladores de parede, quadros brancos, refrigeradores, lavadoras de roupas, aparelhos de ar-condicionado, televisores e suportes para TVs. Outro ponto que merece destaque é o investimento de R$7,6 milhões na aquisição de fardamento escolar e de R$5,9 milhões para aquisição de material escolar (kits escolares).

Prefeitura Municipal de Savaldor
Prefeitura Porto Seguro

Pedreiro suspeito de matar companheira em Itapuã tem prisão em flagrante convertida para preventiva

O suspeito de matar a companheira a facadas no bairro de Itapuã, em Salvador, teve a prisão em flagrante...