Urna eletrônica terá nova voz para eleitores cegos ou com baixa visão

As urnas eletrônicas a serem usadas nas eleições municipais desse ano terão uma nova voz sintetizada para auxiliar pessoas com deficiência visual na hora de votar para prefeito e vereador.

A voz batizada como Letícia é da cantora Sara Bentes, de Volta Redonda (RJ), que nasceu com deficiência visual. Todos os modelos de urna eletrônicas utilizados nos dias 6 (data do primeiro turno) e 27 de outubro (segundo turno) estarão equipados com a inovação.

A voz dará as instruções básicas, o início do uso da urna pelos eleitores, e informará o cargo que está em votação a cada momento, os números digitados e o nome da candidato escolhido.

De acordo com nota do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), “ao entrar na seção eleitoral e se identificar, a pessoa deve comunicar a deficiência visual à equipe de mesárias e mesários, que habilitará a urna e entregará fones de ouvido para uso durante a permanência na cabine eleitoral.”

O TSE afirma que a voz tem “um toque mais humano”, “natural” e “inteligível”, e vai melhorar a compreensão dos eleitores. A corte eleitoral acredita que a inovação tecnológica será um “avanço” na comparação com as urnas utilizadas de 2000 a 2018 – “que comunicavam o cargo em votação e os números das candidaturas, mas ainda não informavam o nome dos concorrentes.”

A melhoria da urna eletrônica atende à sugestão da Organização Nacional de Cegos do Brasil, feita em outubro de 2022 à Seção de Voto Informatizado do TSE.

Sem fraude
A urna eletrônica é um equipamento de processamento de dados que com o seu software (programas) permite a coleta de votos em uma eleição e posteriormente a sua transmissão. A tecnologia que é nacional começou a ser implementada no Brasil em 1996.

Em quase 30 anos de uso e servindo para recolher os votos de todos pleitos – presidente, governador, senador, deputado federal, deputado estadual, deputado distrital, prefeito e vereador – a urna eletrônica nunca apresentou falhas ou vulnerabilidades a fraudes, conforme as dezenas de testes públicos de segurança, auditorias e verificações de resultados feitos diretamente por eleitores, partidos políticos, Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil, Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal, Controladoria-Geral da União, Polícia Federa, Sociedade Brasileira de Computação, Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, além dos departamentos de Tecnologia da Informação de universidades.

Produção de chocolate associada ao turismo incrementa economia da Costa do Cacau

“Para nós, pequenos produtores, seria muito mais difícil trabalhar a marca, se não existisse essa vitrine do festival, que atrai empresários do segmento...

Dólar fecha a R$ 5,60 com apagão cibernético e eleições americanas

Em um dia tenso nos mercados internacionais, o dólar superou R$ 5,60, após iniciar o dia em queda. A bolsa de valores fechou estável,...

Produção de chocolate associada ao turismo incrementa economia da Costa do Cacau

“Para nós, pequenos produtores, seria muito mais difícil trabalhar a marca, se não existisse essa vitrine do festival,...
Fundação Jose Silveira

Produção de chocolate associada ao turismo incrementa economia da Costa do Cacau

“Para nós, pequenos produtores, seria muito mais difícil trabalhar a marca, se não existisse essa vitrine do festival,...

Dólar fecha a R$ 5,60 com apagão cibernético e eleições americanas

Em um dia tenso nos mercados internacionais, o dólar superou R$ 5,60, após iniciar o dia em queda. A...

PRF apreende arsenal de armas em veículo durante fiscalização em Barreiras

Hoje (19), por volta das 14h30, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizava fiscalização de trânsito e combate...

Projeto Mais Infância promove encontro de educadoras e educadores neste sábado (20), na Uneb do Cabula

O Projeto Mais Infância promove o 3º Encontro de Educadoras e Educadores neste sábado (20), às 8h, no Auditório...