Bolsa Presença injeta mais de R$ 215 milhões na economia baiana, no primeiro semestre de 2024

Além de reforçar a segurança alimentar das famílias dos estudantes da rede estadual de ensino inscritas em condição de vulnerabilidade socioeconômica, o programa Bolsa Presença tem ajudado a movimentar a economia baiana. Para se ter uma ideia, de fevereiro a maio deste ano, já foram injetados mais de R$ 215 milhões no comércio, através da utilização do valor concedido pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) para a compra de gêneros alimentícios com o cartão do benefício. O novo crédito do Bolsa Presença será disponibilizado pelo Governo do Estado, neste sábado (15).

Cada família beneficiada recebe R$ 150 por mês, acrescidos de R$ 50 a partir do segundo aluno matriculado, para assegurar que eles permaneçam na escola. Somente neste mês, a ação representa o investimento de R$ 54,7 milhões do total de R$ 635,9 milhões de recursos próprios destinados para o programa, em 2024. O Bolsa Presença já atendeu, neste ano, cerca de 393 mil estudantes, distribuídos entre 350 mil famílias. O valor pode ser utilizado na compra de alimentos e materiais de limpeza em pequenos estabelecimentos comerciais e supermercados ou em outras necessidades, a exemplo da aquisição de medicamentos.

Segundo Adineilda Santiago, que trabalha como gerente do Mercadinho Panikal, situado no Bairro do Cabula VI, em Salvador, o crédito do Bolsa Presença vem impulsionando as vendas no estabelecimento. “Muitas famílias de estudantes utilizam o benefício no nosso estabelecimento e isso vem movimentando, ainda mais, a economia local, através da compra de vários gêneros alimentícios”, comentou.

A concessão do benefício está vinculada à assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar; ao cumprimento das atividades letivas; à participação da família na vida escolar do estudante; e à manutenção dos dados cadastrais atualizados na unidade escolar e de sua família no CadÚnico. Os familiares devem ficar atentos quanto à atualização cadastral para não se surpreenderem com a suspensão do programa. Caso os dados estejam desatualizados há mais de dois anos, serão retirados da base do CadÚnico e, automaticamente, desabilitados do Bolsa Presença.

Quem tem dúvidas sobre o programa deve entrar em contato pelo telefone 0800 071 6511, que funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 16h. As informações também podem ser obtidas nas escolas onde os estudantes estão matriculados. Já os canais de comunicação para mais orientações sobre o uso do cartão são o WhatsApp (‪27 2233-2000) ou o app Le Card, disponível para iOS e Android.

CCJ do Senado adia votação da PEC da autonomia financeira do BC

Para tentar chegar a um acordo com o governo federal, ficou para agosto a votação da Proposta de Emenda à Constituição 65/2023 (PEC) que...

Ricardo Almeida propõe academias de rua para pessoas com Fibromialgia

Autor do projeto de indicação que institui o Programa Municipal de Cuidados para Pessoas com Fibromialgia (PCPF), o vereador Ricardo Almeida (DC) protocolou, na...

CCJ do Senado adia votação da PEC da autonomia financeira do BC

Para tentar chegar a um acordo com o governo federal, ficou para agosto a votação da Proposta de Emenda...
Fundação Jose Silveira

CCJ do Senado adia votação da PEC da autonomia financeira do BC

Para tentar chegar a um acordo com o governo federal, ficou para agosto a votação da Proposta de Emenda...

Ricardo Almeida propõe academias de rua para pessoas com Fibromialgia

Autor do projeto de indicação que institui o Programa Municipal de Cuidados para Pessoas com Fibromialgia (PCPF), o vereador...

HIPROCRISIA E MEDO: CEO do Botafogo defende teto salarial e diz que “Bahia vai ganhar todos os campeonatos”

O dono da SAF do Botafogo, John Textor, defendeu o teto salarial no futebol brasileiro sob a alegação que...

SUSTO! Bondinho do plano inclinado do Comércio despenca

O bondinho do plano inclinado do Comércio despencou no fim da manhã desta quarta-feira (17/07). Apesar do susto, não...