Obras para implantação da piscina olímpica estão 35% concluídas, piscina ficará pronta em abril

As obras para implantação da piscina olímpica, na Praça Wilson Lins, na Pituba, já estão 35% concluídas, com previsão de entrega para o mês de abril. Todo o entorno está sendo requalificado para ficar à altura do equipamento esportivo que, em breve, será aberto ao público. Para a instalação da piscina, já foi realizada toda a terraplanagem da área e, em seguida, será iniciada a colocação das ferragens e a concretagem da casa de máquinas.

O espaço vai ter arquibancada fixa com capacidade para 350 lugares, além de uma móvel para mais 350. O equipamento vai atender a crianças e adolescentes em escolinhas de iniciação esportiva, além de atletas de alto rendimento, absorvendo campeonatos e torneios nacionais e internacionais. O objetivo da gestão municipal é tornar o local um grande centro aquático, que abrigará, além da natação, outros esportes, a exemplo de nado sincronizado, salto ornamental, polo aquático e maratona aquática.

A cessão do equipamento é fruto de um acordo de cooperação técnica entre o município, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel); a Aeronáutica, responsável pela aquisição do equipamento junto ao fabricante; o Ministério dos Esportes, que definiu as cidades que receberiam os equipamentos; e a Myrtha Pools, empresa italiana que fabricou a piscina e será responsável pela montagem dela na capital baiana. No próximo dia 5, representantes do Ministério dos Esportes e da Myrtha Pools, devem realizar uma vistoria na obra.

A piscina olímpica foi utilizada no Estádio Aquático de Esportes Olímpicos, onde foram realizadas as disputas de medalhas da Natação na Rio 2016. O equipamento, quando for instalado, contribuirá significativamente para o fomento da natação e outros esportes aquáticos em Salvador. Foi nela que nomes como os americanos Michael Phelps e Katie Ledecky e a húngara Kantinka Hosszú brilharam na última Olimpíada.

O centro aquático vai beneficiar 2,5 mil crianças e adolescentes por ano, graças a uma parceria firmada entre a Prefeitura e a Federação Baiana de Desportos Aquáticos. Os alunos serão observados e aqueles que tiverem bom desempenho poderão passar por treinamento especializado de alto rendimento, para representar a cidade em torneios. Outras faixas etárias também serão atendidas, sobretudo da terceira idade, em aulas complementares, como hidroginástica.

Ygona Moura: influenciadora que relatava “noites de aglomeração” morre de Covid-19

A influenciadora Ygona Moura, internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital em São Paulo há 10 dias com covid-19 morreu nesta quarta-feira (27/01). A...

Sargento PM é morto na frente da esposa em São Caetano

O sargento da reserva Flaviano Nascimento foi atacado por dois bandidos e acabou baleado na noite desta quarta-feira (27/01), em frente a um posto de combustíveis,...

Suco detox de kiwi com limão, emagrece e dá energia

Em pleno mês de janeiro muitos ainda estão tentando recuperar os excessos natalícios e de fim de ano. E para começar a voltar à rotina, não há...

Governo do Estado inaugura leitos de UTI Covid-19 no município de Barra

Mais uma boa notícia para os baianos! O Hospital Santa Rita, no município de Barra, que é referência do Sistema Único de Saúde (SUS) para mais de...